Cinco dicas para pequenos varejistas crescerem suas marcas

0
110

Pequenos varejistas de todo os EUA contaram na NRF como tiveram ideias únicas que os ajudaram a se conectar poderosamente com seus consumidores.

  1. 1.        O Facebook não é de graça

Tanna Dang é a dona de uma pequena boutique em Honolulu, com uma grande página no Facebook. Enquanto seus 13.000 fãs não vieram por meio de publicidade, Dang é a primeira a dizer que o melhor jeito de melhorar o Facebook é gastando dinheiro com ele. Acreditando que a ferramenta é uma extensão de sua marca, ela pagou um fotógrafo profissional e um redator para reunir posts do Facebook com imagens de capa. O layout da fan page sempre combina com o site institucional da marca, e seu calendário editorial com um checklist de mais de 10 itens que deixariam até um especialista orgulhoso.

Imagem

  1. 2.        Procure motivos para celebrar

A papelaria personalizada Polka Dot Press adora festejar, e Kim Williams não espera as datas óbvias para trazer pessoas à loja. Durante o concurso de vídeo “This is retail”, ela organizou uma festa de chocolate de Martini apenas para dizer obrigada aos consumidores (intencionalmente desligou a caixa registradora, mas como muitos queriam comprar, ele acabou religando). Também encorajou os consumidores a participarem da celebração dos aniversários de membros da equipe, e possui uma série de atividades para ocupar as crianças dando às mães tempo para comprar.

  1. 3.        Você não precisa do governo para fazer as mudanças acontecerem

Mark Plessinger, dono da Frame of Mind, depois de encontrar sucesso com amostras de arte em sua loja de óculos, usou o conceito de sinergia para unir os comerciantes da rua, para que gerassem juntos muito mais fluxo de pessoas do que geravam separadamente. Agora que os comerciantes se uniram para gerar tráfego (alguns eventos trazem mais de 1500 pessoas) os funcionários do governo local começaram a notar e meia dúzia de novos negócios escolheram o local, antes abandonado, para abrir suas lojas.

  1. 4.        Seja autêntico

Embora grande parte dos comerciantes receba tremendo reconhecimento de seus clientes, não há dúvida de que uma promoção ou gerador de tráfego que funcione para um, provavelmente não funcione para outro. A Frame of Mind utilizou cuspidores de fogo e dançarinas do ventre para chamar seus clientes. Eden in Love utilizou filantropia para conectar-se com seus consumidores, fazendo promoções de lenços  “compre um, ganhe outro”  para ajudar pacientes com câncer. A Polka Dot Press realizou sessões de fotos de volta às aulas e workshops de refeições rápidas para as mães.

  1. 5.        Você não pode fazer tudo, então pare de tentar

É necessário avaliar todos os canais que ajudam a mostrar a marca. Williams contou sobre a escolha de desativar seu blog depois de muitos anos porque gastava muito tempo e não via o retorno em vendas. Em vez disso, optou por se concentrar no Pinterest, que já havia se mostrado a melhor maneira de se conectar com as mães que visitam a loja.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui