Pesquisa traz um panorama sobre a logística no e-commerce brasileiro

0
160

A ABCOMM (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), fundada em maio do ano passado, realizou o estudo “Logística no E-commerce Brasileiro”,  em junho deste ano.  Para o presidente da ABCOMM, Maurício Salvador, “a operação está ganhando a guerra no cenário econômico mundial. Na operação há um grande potencial de ganho de performance, os processos precisam estar bem desenhados para suportar o crescimento no número de pedidos”.

logistica-no-ecommerce

O estudo entrevistou mais de 250 lojas virtuais e contou com apoio da Brazil Panels e Ecommerce School. Foram considerados três pontos: armazenagem, frete e manuseio. Confira alguns dados referentes às lojas virtuais no Brasil:

Armazenagem

– 82% tem armazenagem própria;

– 93% das empresas utilizam os Correios;

Transporte

– 13% têm frota própria;

– 89% utilizam o serviço dos Correios PAC e 84% usam Sedex;

– 23% das empresas utilizam diferentes transportadoras por regiões;

– 64% usam o frete rodoviário;

– 58% dos custos estão relacionados a frete; 23% armazenagem e 19% manuseio;

Frete

– 55% das lojas virtuais repassam o custo do frete para o cliente;

– 66% das empresas que oferecem frete grátis citam como motivo principal gerar aumento das vendas;

Entrega

– O principal problema nas entregas das lojas virtuais é atraso com 61%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui