O varejo onipresente

0
227

Consumidores cada vez mais exigentes, prezam por bom atendimento, conveniência e rapidez. E para atendê-los, alguns varejistas têm surpreendido em criatividade e inovação.

Móvel na essência

Eles driblaram os entraves de encontrar o melhor ponto comercial e apostaram em veículos equipados para levar seus produtos e serviços aonde o consumidor está. Desde serviços de alimentação até comércio de roupas e flores, caminhões customizados contribuem para diminuir as distâncias entre marcas e consumidores.

botanicus4
O Botánicus é uma floricultura móvel que passa pelos principais centros turísticos de Bogotá, na Colômbia, vendendo flores, plantas e acessórios vintage. No site é possível acompanhar a agenda do caminhão. http://botanicus.com.co/

Mall express

Nos grandes centros, em cidades como São Paulo e Buenos Aires, as pessoas gastam cerca de 1 hora e 20 minutos para se deslocar de suas casas até o trabalho. Muitas vezes, este trajeto é feito pelo Metrô. De olho neste fluxo de potenciais consumidores, empresas estão investindo cada vez mais em vending machines. Agora, elas vendem de tudo, de pocket books a cupcakes.

 

1958433_660624917332037_1979444865_n
As passageiras dos metrôs Luz e Paraíso, em São Paulo, não tinham mais problemas com unhas quebradas. A Beauty Bazar lançou vending machines, oferecendo lixas de unhas, unhas postiças, adesivos e outros itens. Mas o pagamento é apenas com dinheiro.

Omniretail

Semana passada, em São Paulo, pela primeira vez o evento Omniretail, uma iniciativa da GS&MD – Gouvêa de Souza, discutiu tendências, comportamentos e hábitos do novo padrão de consumo brasileiro. Cyro Diehl, presidente da Oracle do Brasil, ressaltou que o consumidor não quer saber qual “estratégia omnichannel” a sua empresa está adotando. Ele simplesmente que se “relacionar” com a sua marca quando, como e onde ele achar mais conveniente. Claudia Sciama, Head de Varejo do Google Brasil revelou que 1 em cada 3 buscas na web são locais, ou seja, remetem a um movimento offline (usam o online para encontrar um produto ou serviço offine). “O protagonista é o consumidor”, destacou Andrea Bisker, CCO Latam da WGSN. Assim, a reflexão para o varejista, além é claro da necessidade de investimento em ferramentas e tecnologia, é aprofundar a relação com seus consumidores de forma cada vez mais humana, intrínseca e natural. Resgatando histórias do passado, com pitadas de inovação, criatividade e tecnologia.

Com informações do trendwatching.com e  Omniretail (GS&MD)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui