Black Friday movimentou R$ 316 milhões até as 15h no comércio eletrônico brasileiro. Prazo de entrega é principal entrave.

0
252

A informação é da ClearSale, empresa especializada na prevenção e detecção de fraudes do comércio eletrônico, em parceria com o Busca Descontos, criador do site www.BlackFriday.com.br.

De acordo com as empresas, foram realizadas 784 mil transações durante o mesmo período, que representam um tíquete médio de R$ 403,10 por compra.

Os dados são relativos das 20h da quinta-feira (27), considerando a antecipação da ação pela maioria dos lojistas, até às 15h de hoje (28).

Categorias mais clicadas

As categorias mais clicadas no www.BlackFriday.com.br foram Eletrônicos (com 42,27%), Esporte e Lazer (15,04%), Informática (10,96%) e Viagens (10,65%).

Enquanto isso…

Dificuldades para acessar alguns sites e finalizar a compra, exigência de cadastro anterior para acesso à promoção, prazo de entrega demorado e descontos abaixo do que os anunciados foram algumas das dificuldades enfrentadas pelos consumidores que quiseram aproveitar os preços do Black Friday, constatou a Proteste Associação de Consumidores, que monitorou preços de equipamentos eletroeletrônicos e de ofertas enviadas por e-mail pelas lojas online, desde julho, e hoje comparou com os que estavam nos sites dos lojistas participantes da Black Friday.

De acordo com o instituto, não foramdetectados abusos como em anos anteriores, em que a promoção chegou a ser apelidada de Black Fraude. O principal entrave é o prazo de entrega dos produtos.

Na compra de um smartphone na Fast Shop, o site indica o prazo de entrega em até 17 dias para o Estado do Rio de Janeiro, após a confirmação do pagamento. Para as compras realizadas após às 20h, o prazo de entrega aumenta para 18 dias.

O site do Submarino informa que o prazo para a entrega de um notebook é de 11 dias úteis e as Casas Bahia, prazo de 20 dias úteis para a entrega de um celular.

Em alguns sites, o consumidor só consegue saber o prazo de entrega após fazer um cadastro, como foi o caso do Walmart. Além disso, não foi possível finalizar a compra do produto.

E quem tentou comprar nas lojas Americanas, não conseguiu abrir o site devido ao grande número de acessos, pontuou a entidade.

Fonte: Busca Descontos/ClearSale/ProTeste

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui