Saga malls planeja shopping center no centro do rio de janeiro

1
25

A região do entorno da Central do Brasil, famosa estação, localizada no Rio de Janeiro, ganhará um shopping center. Até 2019, como parte de um projeto de modernização de infraestrutura e revitalização urbana, a área ganhará também um hotel.

À frente do projeto do novo shopping está a Saga Malls. “O empreendimento terá um grande impacto em uma região que já é um sucesso de público e faz parte da vida dos cariocas”, comenta Ilton Nobrega, diretor comercial da Saga Malls. Ele adianta que este é um dos seis projetos a serem inaugurados pela empresa até 2020.

Nenhum outro local do Rio de Janeiro recebe diariamente tanta gente como a Central do Brasil. São mais de 700 mil pessoas, entre passageiros que utilizam esse que é o maior terminal de integração urbana de transporte público do estado do Rio de Janeiro (trem, metrô, VLT e ônibus). O local também está à margem da Av. Presidente Vargas, um dos maiores corredores viários de acesso bairro/centro e centro/bairro.

O centro do Rio já passa por uma grande revitalização, iniciada pelo porto, chamada de Porto Maravilha, que irá englobar também torres comerciais – a expectativa é que a iniciativa gere uma população residente de 300 mil pessoas.

Ou seja, é uma localização de alto fluxo. “Este será o único shopping do Rio de Janeiro integrado à uma plataforma multimodal de transporte de massa”, ressalta Nobrega. Ele chama atenção para o impacto desta localização na facilidade de acesso: “Funcionários do mall e das lojas conseguirão reduzir o tempo dispendido entre residência/trabalho/residência”.

O projeto da Saga Malls contempla em seus 37.000 m2 de ABL, 200 lojas, seis âncoras, praça de alimentação com 20 operações e um complexo de cinema com seis salas. “Um shopping é um equipamento urbano capaz de levar modernidade onde se instala”, crê Nobrega. Ele enxerga como natural que o seu entorno seja também revitalizado, seja pelos órgãos que administram os terminais rodoviários anexos à Central do Brasil, seja pelo próprio poder público, já iniciado com o Porto Maravilha.

José Carlos Prober, presidente da SuperVia, empresa responsável pelos trens urbanos da região metropolitana do Rio de Janeiro, e pelo projeto de revitalização da estação Central do Brasil, já afirmou que as construções irão se iniciar em 2018 e nelas serão investidos R$ 300 milhões.

 

Fonte: Portal do Shopping

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns a todos os envolvidos neste novo emprrendimento.É muito bom que essas iniciativas sejam tomadas e implementadas, para gerar emprego, dinamizar a economia e criar renda.Estou à disposição para participar desse projeto desde já.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Insira seu seu nome aqui