Atividade econômica no Nordeste avança 2,8% no trimestre até maio, diz BC

0
198

A atividade econômica da região Nordeste subiu 2,8% no trimestre encerrado em maio ante os três meses concluídos em fevereiro, informou nesta sexta-feira, 18, o Banco Central (BC) por meio do Boletim Regional. Segundo a instituição, o crescimento foi impulsionado pela produção agrícola e vendas no varejo.

O BC deu ênfase maior à recuperação expressiva da safra agrícola, que deverá crescer 91% em 2017, segundo de acordo com o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de junho do IBGE, com destaque para o aumento na colheita de soja.

Quanto ao varejo, o BC explica no relatório que os resultados foram impulsionados pelos desembolsos extraordinários do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), pelo aumento moderado do crédito às famílias e pela evolução benigna do salário real.

O BC ressaltou ainda que a indústria da região registrou estabilidade no trimestre encerrado em maio, com aumentos na fabricação de veículos, reboques e carrocerias e bebidas; e recuos nas atividades de metalurgia e têxtil.

Norte

No mesmo boletim do Banco Central, consta que a atividade econômica da região Norte subiu 0,9% no trimestre até maio, ante os três meses finalizados em fevereiro, quando havia avançado 0,6%.

De acordo com o BC, destacaram-se na região os efeitos positivos da safra agrícola favorável e da continuidade da tendência de recuperação das vendas no varejo, com desdobramentos benéficos sobre a confiança dos agentes econômicos. Conforme o BC, as vendas do comércio ampliado no Norte cresceram 2,7% no trimestre finalizado em maio, em relação ao terminado em fevereiro, e o índice Intenção de Consumo das Famílias (ICF) aumentou 2,8 pontos, para 76,6 pontos, no segundo trimestre.

“Por outro lado, ocorreram retrações nas atividades industrial – a produção da indústria recuou, na margem, 4,0% no trimestre finalizado em maio – e no setor de serviços, bem como desaquecimento no mercado de trabalho”, pontuou o BC.

Centro-Oeste

A atividade econômica da região Centro-Oeste avançou 0,3% no trimestre até maio, ante os três meses finalizados em fevereiro, quando havia subido 1,1%, conforme informação do Boletim Regional do Banco Central.

No documento, o BC informou que, “apesar de mostrar-se menos vigorosa do que no período encerrado em fevereiro, a evolução da economia da região ratifica a perspectiva de estabilização da atividade após dois anos de declínio”.

De acordo com o BC, “em cenário de relativa estabilidade das vendas do comércio e da produção industrial, o movimento de recuperação, ainda que modesta, da economia da região foi sustentado pelo desempenho da construção civil e da agricultura, com destaque para as colheitas de soja e milho”.

Fonte: Estadão Conteúdo

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Insira seu seu nome aqui