Augusto Rocha, da Pmweb, fala sobre o uso da tecnologia na fidelização de clientes, em Fórum da ABEMF

0
278

Os programas de fidelidade são cada vez mais populares no Brasil. Dados da Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF) apontam que, só no primeiro trimestre deste ano, foram 7 milhões de novas inscrições nos programas de suas associadas.

Mesmo diante deste cenário positivo e de crescimento, as empresas ainda têm um desafio: o de gerar engajamento e real fidelidade em uma sociedade cada vez mais informatizada e com empresas e consumidores sempre conectados.

Para Augusto Rocha, sales partner da empresa de tecnologia Pmweb, um programa de fidelidade bem-sucedido é aquele que não só reúne dados sobre seus participantes, mas consegue utilizar essas informações a ponto de se relacionar com eles por meio de diferentes canais, ofertando oportunidades de acordo com o momento do ciclo de vida daquele cliente.

“Não adianta esperarmos que a fidelidade à marca seja unilateral. As empresas esperam muito de seus clientes – engajamento, frequência de compra. Agora, é hora de o cliente esperar muito da empresa, de forma que ela consiga se relacionar de fato e colocá-lo no centro”, afirma. São esses desafios que ele pretende abordar em sua palestra no 2º Fórum Brasileiro de Fidelização, apresentando o tema “Cross channel marketing – Transformação Digital”.

O evento, realizado pela ABEMF, em São Paulo, no dia 20 de setembro, reunirá especialistas em fidelização de clientes e representantes de empresas varejistas, companhias aéreas, bancos, entre outras, para um dia de debates sobre o futuro do mercado de fidelização no Brasil.

Mais informações: www.forumfidelizacao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Insira seu seu nome aqui