Demonstrar propósito é tão ou mais relevante que o produto/serviço que você entrega

4
8072

O varejo enfrenta um grande desafio na era da livre escolha do consumidor, que busca cada vez mais informações mais autênticas sobre os produtos e serviços de seu interesse.

Saber o que seu amigo ou seus influenciadores digitais favoritos pensam sobre determinada marca pode inspirar o consumidor e até mesmo ser fator decisivo na hora da compra.

Toda marca relevante – que se preze – entendeu que é necessário ter presença no digital para manter seu negócio.

Temos muitos exemplos de marcas autênticas e relevantes que criam diálogos com os consumidores e as que me chamam mais atenção são: Magazine Luiza, Ipiranga e Reserva.

Além de encantar o cliente com seus produtos e serviços, destaco três fatores que contribuem para que estas marcas sejam cada vez mais relevantes.

Engajamento – Conhecer os hábitos do consumidor, como eles chegaram à loja, como foi a experiência de pagamento e o pós-venda são pontos de partida para o engajamento e algo que viabiliza isso é a análise de Big Data. O principal ativo não é a coleta de dados e sim transformar estas ações em insights práticos para criar diálogos com os consumidores. Mas nem sempre a oportunidade de dialogar com o consumidor virá dos dados coletados, um exemplo é a ação da Reserva que engaja e dialoga com o consumidor sobre questões sociais através do projeto  1P5P (a cada peça de roupa da Reserva vendida,  1P, a empresa viabiliza a entrega de cinco pratos de comida, 5P). A “Corrida 1P5P” faz parte desta ação e terá a segunda edição no dia 22/10, onde são esperados mil participantes.

Frequência – Presença estratégia e legitimidade são diferenciais para estar presente no dia a dia do consumidor e criar proximidade. Nas redes sociais você encontra combustível para continuar na pauta do dia e continuar comunicando sua marca. No início de setembro foi aniversário do e-commerce do Magazine Luiza e o início da ação comemorativa foi um desafio lançado por pelo youtuber Felipe Neto: ele desafiou Luiza Helena a gravar um vídeo nos mesmos moldes que os vendedores fazem – divulgando produtos por meio de paródias. Luiza aceitou o desafio e gravou um vídeo que já atingiu mais de 10 m de visualizações.

Ativação – Uma marca é ativada quando ela deixa de ser só vendedora de um produto/serviço e o consumidor passa a associar emoções/memórias, reconhecer o valor e a utilidade da marca. A experiência de marca está na comunicação única, nos mais variados canais e, principalmente, na diferença que a marca é capaz de proporcionar no dia a dia do consumidor. A ativação de marca Ipiranga no Rock in Rio começou antes mesmo do evento, com a reserva de ingressos pelo app Km de Vantagens. Na Cidade do Rock, a Ipiranga disponibilizou uma montanha russa.

Na “Era da experiência” o consumidor torna-se também produtor de conteúdo e divulgador da marca, desta forma demonstrar o propósito da marca no atendimento, serviço e no relacionamento com o consumidor é tão ou mais relevante que o produto/serviço que você entrega.

 

4 COMENTÁRIOS

  1. Boa Noite
    Isso mostra de uma maneira clara que o consumidor hoje tem uma outra visão , levamos em consideração o conjunto como um todo, desde o primeiro contato até a entrega do produto.
    Hoje; mesmo que o produto seja de qualidade existe fatores que impede o cliente a fazer futuras compras devido ao mau atendimento, atraso em entrega… no caso dos sites inumeros pontos negativos, enfim concordo com o artigo em numero, genero e grau!
    Com certeza o RELACIONAMENTO COM O CONSUMIDOR É TÃO OU MAIS RELEVANTE QUE O PRODUTO E SERVIÇO QUE VOCÊ ENTREGA.
    Adorei o Artigo, Parabéns.

  2. Eu super concordo, nós como consumidores somos muito importantes. Captamos o produto ou serviço divulgado de diversas formas e damos o crédito merecido participando ativamente do evento no caso citado exemplo do Rocking Rio que usou um meio que o consumidor tem fácil acesso no caso o aplicativo do Ipiranga km vantagens. Une-se o útil ao agradável.

  3. Concordo com a visão apresentada no artigo, pois atualmente não basta apenas entregar um produto/serviço de qualidade, as empresas também devem ficar atentas a visão que o consumidor tem sobre o seu atendimento e sempre buscar novos meios para estar presente no cotidiano do seu público-alvo como é o caso das redes sociais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui