Intenção de consumo do paulistano cresce 13% no comparativo anual

0
687

O Índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) ficou estável em setembro em 79 pontos – 0,1% acima do patamar agosto, quando atingiu 78,9 pontos.

Porém, na comparação com o mesmo mês do ano passado, quando o indicador estava em 69,9 pontos, houve crescimento de 13%.

O ICF é apurado mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) e varia de zero a 200 pontos, sendo que abaixo de 100 pontos significa insatisfação e acima de 100, satisfação, em relação às condições de consumo.

O destaque do mês foi indicador de Emprego Atual, que cresceu 1,7% em setembro, com 101,7 pontos ante os 100 pontos de agosto e no contraponto anual houve aumento de 8,8% (93,5 pontos).

Horizonte

O item Perspectiva Profissional atingiu em setembro 102,7 pontos, recuo mensal de 1%, e está 3,9% menor que no mesmo período do ano passado, quando registrou 106,9 pontos. Esses são os únicos itens do ICF que estão acima dos 100 pontos, patamar considerado de satisfação, revelando segurança e boas perspectivas em relação ao atual emprego e expectativa de uma melhora profissional para o responsável pelo domicílio nos próximos meses.

Consumo

O indicador Nível de Consumo Atual registrou alta de 1,1%, com 51,2 pontos, e avançou 31,1% no contraponto anual. O item Perspectiva de Consumo também teve elevação (1,8%) e atingiu 75,6 pontos, 26,7% acima do resultado visto no mesmo mês do ano passado.

A proporção de entrevistados que pretendem gastar nos próximos meses menos que no ano passado caiu de 58% para 47%. Quando questionados sobre o gasto atual, a proporção de entrevistados que responderam que está inferior ao ano anterior registrou 60%, ante 67% em 2016.

O ICF é apurado mensalmente pela entidade desde janeiro de 2010, com dados de 2,2 mil consumidores no município de São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui