Aplicativo dá desconto de 50% para quem come mais cedo

0
7337

Prática já conhecida pelas companhias aéreas, aplicativo oferece redução de preço para consumidores dispostos a programarem suas refeições mais cedo, fugindo do horário de pico dos restaurantes.

A ideia surgiu em setembro de 2016, depois que o casal Léo Cuófano e Talyta Vecina fez uma viagem de um ano ao redor do mundo e conheceram a prática de Early Bird, em que reduções de preços são adotadas por restaurantes em períodos específicos. Eles observaram que, mesmo com o abatimento, as empresas têm lucro, além de conquistarem um review mais positivo e a fidelidade dos consumidores. Com olhar empreendedor, lançaram a novidade no Brasil e querem que ela se torne rotina.

“O cliente tem uma experiência gastronômica extremamente satisfatória. Com a redução do valor de todos os pratos, pode experimentar sobremesas ou, ainda, pedir um vinho mais caro. Já o restaurante vai deixar de ter prejuízo no horário em que está ocioso e tem gastos com funcionários, água e luz, por exemplo”, aponta Léo Cuófano, CEO da startup Primeira Mesa.

Com pouco mais de um ano, o aplicativo já reúne quase 800 estabelecimentos e 50 mil usuários cadastrados em 25 cidades e quer expandir a atuação no Brasil por meio de parceiros licenciados. O ator Paulinho Vilhena é um dos 22 licenciados da marca. “Eles se tornam sócios regionais e são os responsáveis por eleger os bons points de cada área”, diz Talyta, COO da startup. A taxa de adesão varia de R$ 40 mil a R$ 70 mil, com exclusividade de atuação no município, mais uma comissão sobre as reservas.

Como funciona

Pelo aplicativo ou direto no site, o consumidor faz a reserva no dia e horário disponíveis e paga o voucher que varia de R$ 5 a R$ 18, para até seis pessoas, que dá direito à dedução da conta, de 50%. Bebidas não são inclusas.

“Selecionamos restaurantes tradicionais, entre diferentes especialidades, que não pagam nada pelo cadastro no app. É a chance de o consumidor conhecer o local ou ter uma experiência mais VIP”, comenta a sócia-fundadora, que aposta na primeira hora ociosa do estabelecimento para promover aumento no faturamento.

“Somos a solução para eles, mostrando que a primeira hora ociosa é uma grande vilã do faturamento, e também trazemos uma oportunidade bacana para consumidores e para os parceiros”, afirma o CEO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui