Pesquisa diz que 79% dos consumidores brasileiros são omnishoppers

0
1778

Segundo estudo, a maioria dos compradores tem o primeiro contato com o produto na loja física, mas conclui a aquisição no ambiente online

Omniconsumidores gastam em média 7% a mais nas compras online e 44% a mais no varejo tradicional se comparados aos consumidores comuns, aponta levantamento.

A maioria adota o showrooming – quando o cliente tem o primeiro contato com o produto na loja física, mas compra online. Segundo a pesquisa, 64% dos consumidores percorrem esse caminho ocasionalmente e 29% o fazem com frequência.

No sentido contrário, 62% dos brasileiros aderem eventualmente ao webrooming – pesquisam pela internet e compram no varejo tradicional. Os que fazem isso regularmente somam 20%.

Quando comparados a compradores que ainda não adotam um comportamento multicanal, os omniconsumidores gastam em média 7% a mais no ambiente online e 44% a mais no varejo tradicional.

Digital direciona a conversão

Para quase metade de todos os omniconsumidores, websites e apps são a última influência para efetivar a aquisição. Além disso, 54% dos brasileiros afirmam já terem comprado no site do varejista utilizando o smartphone, enquanto estavam dentro da loja física desse mesmo varejista.

Ponto de partida

No Brasil, 68% dos consumidores que já possuem um tipo de item em mente iniciam a pesquisa em sites e não em mecanismos de busca. Entre aqueles que sabem exatamente o que querem este índice sobe para 73%. Mesmo os que não procuram por um produto específico tendem a começar a jornada desta forma: 51% entram primeiro no site do varejista.

Globalmente, mais de três quartos dos consumidores já estão engajados no omnichannel.

Varejo está mais influente que nunca

Para aproximadamente 50% dos consumidores, os sites e apps de varejo são mais influentes no processo de compra do que o boca a boca, os mecanismos de busca ou mesmo as redes sociais. Pessoas que iniciam sua jornada em sites de varejo também apresentam maior intenção de compra.

Compras por impulso

Os consumidores são tão propensos a comprar por impulso no ambiente online como são nas lojas físicas. No Brasil, as categorias mais compradas pela internet, nesses casos, são: Vestuário (83%), Brinquedos & Games (78%), Beleza & Sáude (67%), Produtos para Casa (66%) e Eletrônicos (62%).

O estudo The Shopper Story 2017, da Criteo, foi conduzido usando o painel global da Research Now, com 10 mil consumidores de idades entre 16 e 65 anos nos EUA, Japão, Reino Unido, Alemanha, França e Brasil. Todos os participantes são consumidores multicanal que navegam online diariamente e possuem um smartphone.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui