Nutty Bavarian lança modelo de franquia solidária

0
1911

A Nutty Bavarian, rede especializada em grãos torrados e glaceados em franquias de quiosques de baixo investimento, desenvolveu um formato de negócio com caráter social, com o objetivo de atender a população refugiada no Brasil. O projeto é desenvolvido com o auxílio do Instituto de Reintegração do Refugiado (Adus), que oferece aulas de português, cursos de qualificação profissional, apoio psicológico, inclusão no mercado de trabalho, workshops de gastronomia e já auxiliou mais de 5 mil refugiados no Brasil.

Segundo dados da Agência para Refugiados da ONU, cerca de 65,6 milhões de pessoas foram forçadas a deixar seus países, por diferentes tipos de conflitos, no ano de 2016. No Brasil, vivem 9.552 imigrantes nessas condições, de 82 diferentes nacionalidades, aponta balanço do Ministério da Justiça.

O projeto visa que estas pessoas entrem para o time de franqueados da Nutty Bavarian como operadores dos quiosques. “Nesta versão conseguimos negociações de aluguéis em pontos comerciais aderentes ao custo de ocupação deste modelo de operação, preços mais baixos com os fornecedores de matéria-prima e sistema, e vamos subsidiar a taxa de franquia, já com o quiosque e a panela. É uma oportunidade deles começarem algo com suporte e acompanhamento, o que é um benefício enorme pra quem vem de outro país, sem falar direito a língua, sem conhecer as regras do Brasil, sem o network tão necessário pra se ter um negócio próprio”, explica a diretora da marca, Adriana Auriemo.

Estes franqueados receberão treinamento igual ao de todos os integrantes da rede, mas precisarão trabalhar em tempo integral no ponto de venda. O primeiro quiosque nesses moldes foi inaugurado em novembro na Galeria Comercial do Extra Hiper Ricardo Jafet (Av. Doutor Ricardo Jafet, 1.359 em São Paulo) do GPA que adequou a locação ao caráter social deste projeto.   A rede tem mais de 130 quiosques em shoppings, aeroportos, estações de metrô e terminais rodoviários no Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui