Empresa quer abrir franquias de mercado de bairro em SP por R$ 175 mil

0
1126

A fabricante de alimentos Zaeli, de Umuarama (PR) criou um sistema de franquias para abrir mercados de bairro na região metropolitana de São Paulo. A rede está procurando interessados para investir neste negócio. A empresa não cobra taxa de franquia nem royalties, mas o custo total para abrir pode chegar a R$ 175 mil. É preciso investir R$ 5.000 em ações promocionais para a inauguração, planejadas pela própria Zaeli, e ter R$ 10 mil para capital de giro. Além disso, o franqueado também precisa ter um imóvel que possa ser usado comercialmente, com área entre 150 e 250 m², que esteja bem cuidado, ter caixas, máquina registradora, cestas para compras, gôndolas e prateleiras para dispor os produtos.

Os interessados que não tiverem o imóvel podem contar com a empresa, que fornece o projeto arquitetônico completo, layout padronizado da loja e lista de materiais. O franqueado deve arcar com os R$ 160 mil da reforma e acompanhar a obra. Os fornecedores são indicados pela Zaeli.

O presidente da rede, Valdemir Zago, disse que cada loja deve atingir uma área equivalente a 200 mil pessoas. O objetivo é chegar a cem franquias até meados de 2018.

O primeiro lote de mercadorias, fornecidas pela empresa, não precisa ser pago imediatamente. Ele pode ser financiado em nove meses, sem juros. Os produtos só precisam ser pagos depois de vendidos. Para começar, o franqueado recebe os 400 itens do catálogo da empresa.

Para se candidatar, a empresa prefere candidatos que já tenham experiência comercial, conhecimentos básicos de informática e que tenham empresa, principalmente na modalidade do Simples Nacional. Ela não exige renda mínima e não recusa outros regimes tributários e dá apoio jurídico a quem ainda não tem CNPJ.

O processo de avaliação dos candidatos tem uma semana de duração. Caso seja aceito, a empresa realiza uma entrevista oficial e, após 20 dias desta, o candidato recebe a resposta, positiva ou negativa.

O tempo para a inauguração da loja depende principalmente da necessidade de reforma do imóvel, mas também depende da preparação do franqueado, como abertura da empresa e dos treinamentos na rede. A empresa oferece uma capacitação, que dura de três a cinco dias e acontece na sede, em Umuarama (PR) a todos os franqueados.

A venda direta é a única modalidade de franquia, mas o franqueado que desejar pode oferecer todas as quatro formas, como vendas no varejo, atacado, corporativas e e-commerce.

A previsão de faturamento médio mensal é de R$ 150 mil, já o lucro médio é de R$ 22,5 mil, ou seja, 15% do faturamento. A previsão de retorno é de 12 a 24 meses. O lucro varia de acordo com a modalidade de vendas.

*Com informações do Uol Economia

*Imagem reprodução

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui