Porque a Omni Realidade Virtual transformará o varejo como hoje conhecemos

0
3810

Os conceitos envolvidos em RV (Realidade Virtual) e RA (Realidade Ampliada), já estão de certa forma assimilados no mercado, a partir do uso, ainda que incipiente, em diversas aplicações. O mesmo acontece com os conceitos presentes no contexto Omni (combinação virtuosa de canais de vendas, relacionamento e promoção, potencializando a experiência dos omniconsumidores, ampliando a conversão e o retorno dos investimentos dos operadores varejistas). O que emerge neste momento é a combinação da Realidade Virtual em ambiente Omni, que, na sua essência, permitirá que a conversão, em vendas ou outras possibilidades, ocorra no ambiente virtual.

Melhor explicando. Um quiosque em pouco metros quadrados dentro de um mall, ou qualquer centro comercial, permitirá que o omniconsumidor, com uso dos instrumentos de realidade virtual, entre numa loja ou qualquer outro ambiente imaginado, navegue por produtos, serviços ou quaisquer propostas, e possa concluir a conversão proposta. Comprando e pagando no ambiente virtual, sem que dele saia para poder concluir qualquer processo.

Desta forma será possível uma “loja”, reconfigurada em ambiente virtual, ampla na oferta de produtos e serviços, permitindo a imersão do  omniconsumidor nesse universo, mas acrescentando sons, cheiros e outros elementos habituais no cenário das lojas tradicionais.

Com a diferença de que o espaço físico pode ser extremamente limitado, porém a oferta de produtos, serviços e as alternativas de conversão são ilimitadas.

E tudo isso está batendo em nossas portas.

A tecnologia já está disponível, em verdade já sendo utilizada. Estamos na fase final de integração dessas plataformas e inicia-se agora a curva de aprendizagem coletiva sobre como explorar oportunidades e maximizar retorno para os omniconsumidores e as empresas envolvidas.

Nessa realidade emergente, os espaços comerciais estarão sendo reconfigurados; os recursos sensoriais possíveis de serem incorporados serão testados, seu retorno medido e, principalmente, os omniconsumidores terão um outro mundo, virtual, à sua disposição, para agregar à sua realidade tangível.

Passível de ser usado em ambiente virtual de lojas tradicionais, em vendas diretas, em catálogos, no e-commerce e – por que não? – permitindo que se compre, por exemplo, produtos licenciados da saga Harry Potter, ambientados e disponíveis na escola de magia e bruxaria de Hogwarts, através de um passeio virtual montado na vassoura mágica do personagem.

Assustador, desafiante, disruptivo, impactante? Prepare-se para a transformação do varejo na era da  Omni Realidade Virtual.

 

NOTA: Nesta semana, na 3a feira, dia 6/2 no Rio de Janeiro e na 4a feira, 7/2, em São Paulo, o GS&MD apresentará uma visão ampla do mercado varejista local e global, a partir de tudo que foi apresentado, discutido e analisado na última NRF. Incluindo as principais inovações apresentadas no evento em si, na Feira e no programa pré-NRF com as visitas técnicas e mais o que foi apresentado e discutido no Retail Executive Summit, atividade exclusiva dos participantes dos grupos que estiveram conosco. O que acontece em NY, NÃO fica em NY! Os eventos têm participação dos sócios e consultores do Grupo GS& e de convidados nacionais e internacionais. Serão mostradas também as perspectivas que se criam com a Omni Realidade Virtual com a apresentação da GS&Xtreme VR, nova coligada do Grupo GS&.

Conheça todas as cidades e datas em www.retailtrends.com.br

*Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui