E-commerce de moda Dafiti completa sete anos em 2018

0
156

A Dafiti, e-commerce de moda e lifestyle, completa sete anos em 2018. “Enquanto só agora algumas das maiores varejistas do mercado começam a transformar seu negócio, em função da evolução tecnológica e a atuar também no campo digital, um caminho inevitável para as empresas, nós olhamos para um movimento de mercado que era insipiente no Brasil e acreditamos nele há sete anos”, comenta Philipp Povel, CEO do Dafiti Group e co-fundador da Dafiti.

Ao longo destes anos, o Brasil foi visto como bola da vez aos olhos do mercado internacional, vivenciou uma crise econômica, política e social que resultou em milhares de desempregos, retração da economia e afugentou muitos consumidores dos novos negócios. Durante este período, a Dafiti acompanhou o crescimento do comércio eletrônico. Para o CEO, não existe receita certa, é preciso estar sempre por dentro das novidades, conhecer as tendências do setor e estar atento aos desejos do seu consumidor.

A marca foi lançada em janeiro de 2011, pelos sócios Philipp Povel, Malte Huffmann, Thibaud Lecuyer e Malte Horeyseck. Em seu primeiro ano, cerca de 50% de seus clientes compravam pela primeira vez na web. No final do mesmo ano, foi expandida para Argentina e Chile e, em 2012, para a Colômbia.

Em 2013, a empresa inaugurou seu próprio Centro de Distribuição, em Jundiaí, no interior de São Paulo e sua plataforma mobile, com aplicativos para os sistemas operacionais iOS e Android e site responsivo ajustável às telas de smartphones e tablets.

Em 2014, integrou junto às outras ventures o Global Fashion Group, que tem como foco os mercados emergentes: atuação nos cinco continentes, 23 países com um mercado de moda que soma 330 bilhões de euros e uma população de mais de 2,2 bilhões de pessoas cada vez mais conectadas e que compram on-line. Fazer parte desse grupo internacional possibilitou trocar experiências de mercado com as outras empresas integrantes (Lamoda, Zalora, The Iconic e Namshi).

Em agosto de 2015 inaugurou o DFT Marketplace, para marcas voltadas às categorias de moda e lifestyle e com o objetivo de oferecer um portfólio maior ao cliente. Em setembro do mesmo ano, a companhia adquiriu as lojas online Kanui, de produtos esportivos e estilo de vida e a Tricae, líder em e-commerce infantil, formando o Dafiti Group.

Em 2016, a Dafiti registrou receita líquida de venda de mercadoria (Net Merchandise Value) de R$ 1.259 bilhão, o melhor resultado financeiro desde a fundação.

Com o objetivo de aprimorar seus serviços, há dois anos a rede optou por manter todo seu core business de atendimento do cliente sob gestão própria, alocando esse serviço internamente em sua filial de São Paulo e abrindo um novo espaço, especialmente para esse fim, em Belo Horizonte.

A marca tem investido no atendimento via redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter e Google+), disponibilizando suporte direto no processo de compra, atendimento à dúvidas, reclamações e sugestões.

A empresa participou no final do ano passado do projeto Identity Check Mobile. Ao longo de um mês, o e-commerce, o Santander e a Mastercard fizeram testes em solução de pagamentos, autenticados de forma online com o uso da biometria, por meio da impressão digital e reconhecimento facial. O objetivo era verificar, de forma simples e segura, a identidade do portador do cartão, sem a necessidade de digitar a senha.

*Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Insira seu seu nome aqui