Compras pela televisão poderão ser o futuro do varejo

0
1976

Comprar produtos de anúncios da televisão por meio do controle remoto está se tornando uma realidade cada vez mais próxima. A nova modalidade de compras pela televisão, o chamado television commerce ou t-commerce será um novo meio de compras para os varejistas e deve chegar aos lares brasileiros nos próximos anos.

As vendas pela televisão não são novas. É bom observar que há muitos anos existem os canais de vendas, em que vários produtos são demonstrados e anunciados, como o Shoptime e a Polishop que comprava horários da televisão para realizar anúncios. Mas a diferença é que para efetuar a compra é necessária a utilização do telefone.

A novidade está na compra ser realizada diretamente na televisão e isso será possível graças à TV digital (desligamento do sinal analógico, com melhor tecnologia de imagem) e à Smart TV

Já há empresas interessadas em fazer com que as compras pela televisão decolem no mercado brasileiro. A empresa americana Cinemall criou um produto para viabilizar o t-commerce e já tem uma sede em São Paulo.

O produto está em uso para conteúdos online, mas a companhia já estaria em negociação com grandes emissoras, além de já estar realizando testes com a Rede Brasil de Televisão (RBTV). Nos programas online está presente o logotipo da Cinemall, clicando nele é possível ver os produtos à venda, e realizar a compra.

As empresas que vendem são parceiras da companhia americana e podem medir o retorno que estão obtendo. O canal de televisão tem acesso aos dados de vendas, além de receber um percentual.

Mas já houve fracassos em tentativas de consolidar as vendas pela televisão. A Delivery Agent Inc., criada em 2005, tentou consolidar este campo nos Estados Unidos. Ela realizou parcerias com Dunkin Donuts, HBO e Toyota.  A companhia faliu. Um das principais explicações para isso está na mudança de hábito dos consumidores, que não necessariamente associam o momento de lazer de assistir à programação com realização de compras. Mudar isto pode ser a chave para o sucesso.

*Informações retiradas do Diário do Comércio

*Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui