Dia do Consumidor pode ser a Black Friday do primeiro trimestre, prevê Google

0
4465

O Google realizou uma pesquisa para compreender o comportamento do brasileiro na data mais importante do varejo no primeiro trimestre, o Dia do Consumidor, comemorado em 15 de março.

A data, que tem se popularizado a cada ano, tem potencial para ganhar relevância em 2018, assim como a Black Friday fez em 2015. Em 2014, apenas 27% dos consumidores conheciam a Black Friday, já no ano seguinte, o número saltou para 56%. Apenas 30% dos brasileiros conheciam o Dia do Consumidor no início de 2018, mas quando a data é explicada, 81% afirmam que desejam comprar.

Mas como surgiu a data?

O dia 15 de março foi escolhido como o Dia Mundial dos Direitos dos Consumidores em 1983, em razão de um famoso discurso feito no mesmo dia, mas em 1962, pelo então presidente dos Estados Unidos, John Kennedy.

No discurso, Kennedy ressaltou que todo consumidor tem direito à segurança, à informação, à escolha e ao direito de ser ouvido.

Anos mais tarde, mais precisamente em 2014, a Buscapé Company resgatou a história e criou a campanha “Dia do Consumidor Brasil”, que logo foi incorporada no calendário promocional do e-commerce brasileiro.

Segundo dados do eBit, a data vem ganhando relevância ano após ano. Em 2014, a data contabilizou faturamento de R$ 174 milhões. No ano passado, chegou a R$ 265 milhões.

E o consumidor também está disposto a gastar mais. Segundo o ebit, o tíquete médio durante o Dia do Consumidor em 2014 foi de R$ 376. Já o levantamento do Google esstima que, em 2018, o brasileiro gaste, em média, R$ 690 durante a promoção, sendo que 13% dos consumidores irão desembolsar entre R$1000 e R$ 2000.

Intenção de compra

Voltando aos números divulgados pelo Google, entre aqueles que pretendem consumir na ocasião, 32% farão isso online e 31% pretendem adquirir itens em lojas físicas.

As buscas por ofertas relacionadas à data começam cada vez mais cedo e crescem a cada ano, comprovando que os consumidores já estão mais informados sobre a data. Em 2017, o crescimento de buscas por produtos na ocasião foi de 23% e por varejistas foi de 15%, em comparação com 2016.

E quais são as categorias mais buscadas?

Este ano, com a proximidade da Copa do Mundo, o estudo aponta interferência do esporte na preferência dos consumidores: quase 50% já estão planejando as compras, com destaque para a camisa nova da seleção com 27% de intenção de compra e televisão nova com 16%.

O que o consumidor espera ver em promoção?

  • 12% TVs
  • 16% Roupas e Calçados
  • 24% Smartphones
  • 50% Alimentos e Bebidas

Os itens mais vendidos na data

  • 14% Livros
  • 12% eletrodomésticos
  • 11% cosméticos e perfumaria

As categorias mais vendidas são livros (14%), eletrodomésticos (12%), cosméticos e perfumaria (11%). Já os eletrodomésticos lideram o faturamento com 21%. Em geral, eletroeletrônicos são os produtos que tem maior crescimento nas buscas no Dia do Consumidor, quando comparados com a média do primeiro trimestre. Segundo a pesquisa do Google, os produtos líderes são Desktop PCs (21% de crescimento), Laptops (20%) e Eletroportáteis (18%).

Nos últimos dois anos, ocorreu um pico de downloads de aplicativos de varejistas três dias antes do Dia do Consumidor, e esse patamar foi sustentado até depois do evento em 2017.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui