Líderes do varejo respondem perguntas sobre gestão, preço e tecnologia no 6º Fórum Lide do Varejo

0
1208

A segunda parte do painel “O mercado não é mais o mesmo. Viva o mercado” do 6º Fórum Lide do Varejo, que acontece em 16 e 17 de março, no Hotel Sofitel Jequitimar, no Guarujá, abriu espaço para perguntas.

Os participantes foram: Frederico Trajano, CEO do Magazine Luiza; Junior Durski, sócio-fundador do Madero; Marcilio Pousada, Presidente da Raia Drogasil; Mario Laffitte, Vice-presidente da Samsung; Miguel Abuhab, CEO da Neogrid; Urubatan Helou, diretor-presidente da Braspress e Vander Giordano, vice-presidente da Multiplan.

Os mediadores foram Marcos Gouvêa de Souza, fundador e diretor-geral do Grupo GS& Gouvêa de Souza e Presidente do Lide Comércio e Luiz Fernando Furlan, Chairman do Lide. A empresa anfitriã foi a transportadora Braspress.

Marcos Gouvêa de Souza abriu o debate com um desafio: a conectividade traz a possibilidade de as pessoas compararem preços o tempo todo, incluindo quando estão dentro das lojas, o que pode gerar um forte impacto nas vendas físicas. Frederico Trajano, comentou: “as lojas físicas americanas estão fechando porque o preço delas é muito mais alto que o do online, elas são de manutenção muito cara. Assim, é necessário cobrar mais caro nos produtos para poder manter a loja. Aqui, eu não pago metro quadrado caro.”

Marcilio Pousada respondeu a uma pergunta sobre turn-over. Ele ressaltou a importância das pessoas. “O que ajuda a reduzir de verdade o turn-over é o funcionário trabalhar em uma empresa com propósito, eles entenderem a importância que têm para a companhia. A oportunidade de crescimento é fundamental. As pessoas podem entrar como atendentes e crescer até se tornarem gerentes”.

Urubatan Helou contou que a companhia está contratando motoristas mulheres e falou sobre o cuidado com os funcionários: “antes de cada viagem, todos que dirigem para a companhia passam por uma série de testes de saúde, como pressão, saturação e peso. Fizemos também uma parceria com o Instituto do Sono.”

Trajano também falou sobre a crise nas vendas da rede em 2015. “Foi o ano da ressaca da copa de 2014, quando as vendas foram excelentes. Para resolver o problema, encaramos a crise de frente, investimos em tecnologia e inovação. A internet cresce, mesmo que haja crise e o e-commerce foi fundamental, ajudou a loja a crescer como um todo. Também cortamos custos e aumentamos a rentabilidade,” contou.

Mario Laffitte falou sobre o contato com o cliente e a venda dos produtos. “Nós buscamos parceiros no varejo”, disse.  A Samsung está planejando aumentar o contato com o consumidor com grandes lojas “o desafio é rentabilizar essas unidades icônicas.”

Junior Durski contou sobre a expansão no nordeste: “Vamos abrir duas unidades em Recife e uma em Aracaju, ainda este ano”.  Em relação à tecnologia, “a Jeronimo tem os totens de pagamento e o aplicativo. É aí que está a tecnologia, na comida ela não interfere”, brincou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui