Carrefour Brasil tem alta de 6% nas vendas no 1º trimestre

0
968

O Carrefour Brasil teve um crescimento de 6,0% em suas vendas brutas consolidadas, excluindo gasolina, no primeiro trimestre de 2018, chegando a R$ 12,3 bilhões (ou R$ 13,0 bilhões incluindo gasolina).

O indicador IPCA alimentação em casa teve uma pequena melhora sequencial no primeiro trimestre, com queda de 4,0%, quando comparado ao quarto trimestre, em que a queda foi de -5,1%. No entanto, os preços dos alimentos permaneceram em deflação. O Grupo Carrefour Brasil enfrentou uma base de comparação desafiadora, já que a deflação começou apenas no final do segundo trimestre de 2017, enquanto a inflação no primeiro trimestre do ano passado foi de 4,6%.

As vendas de mesmas lojas (LFL) sem gasolina (incluindo efeito calendário) da companhia tiveram um aumento de 2,3%. O resultado foi favorecido pela Páscoa, mas em 2017 ocorreu um fenômeno parecido no segundo trimestre. Excluindo o efeito calendário, as vendas de  mesmas lojas tiveram crescimento de 0,4% no geral.

O período festivo de Páscoa auxiliou as vendas tanto da bandeira Carrefour quanto do Atacadão, com os itens sazonais. A abertura de novas unidades de ambas as bandeiras contribuiu com 3,7% do crescimento de vendas. Foram abertas 4 novas lojas no modelo Cash and Carry no primeiro trimestre de 2018. No final de março, o atingiu 638 lojas, das quais 173 são Atacadão (150 lojas e 23 atacados). Para este ano, são esperadas a abertura de 20 novas lojas do Atacadão, 20 lojas de conveniência Express e 10 novas lojas de supermercado no formato Market.

As vendas brutas do Atacadão apresentaram um aumento de 5,7% no primeiro trimestre de 2018 ante igual período do ano passado para R$ 8,4 bilhões, nos quais 0,5% no conceito mesmas lojas (1,4% incluindo o efeito calendário).

A deflação de alimentos de 4,0% no trimestre teria impedido um maior crescimento das vendas do Atacadão. Por outro lado, a expansão gerou um crescimento de 4,3% nas vendas. Foram abertas 11 novas lojas da bandeira atacadista, além de uma operação de atacado de entrega em 2017 e quatro novas lojas no primeiro trimestre de 2018.

Nos primeiros três meses deste ano, as vendas brutas da bandeira Carrefour, excluindo gasolina, aumentaram 6,7% para R$ 3,9 bilhões, dos quais as vendas mesmas lojas foram positivas em 0,1% (4,3% incluindo o efeito calendário).

As vendas de itens não alimentícios mantiveram um forte desempenho no trimestre, com crescimento de dois dígitos, impulsionados por eletrodomésticos. O comércio eletrônico foi o formato que mais cresceu dentro do Carrefour (+ 103%) e respondeu por 6,3% das vendas, sem gasolina, no primeiro trimestre de 2018 em comparação com pouco mais de 3% no mesmo período de 2017.

As ofertas de Páscoa tiveram um bom desempenho. O hipermercados apresentaram aumentos de volume de vendas de 4,1%, na comparação com a Páscoa de 2017, que foi no segundo trimestre, especialmente em chocolates, óleos, vinhos e itens sazonais (crescimento de 10% ou mais nessas categorias).

*Imagens reprodução

*Informações retiradas do Portal Exame

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui