Modelo de microfranquias cresce no Brasil

0
1068

A retração da economia brasileira fez com que muitos decidissem empreender. Para isso, muitas vezes foi escolhido o modelo das microfranquias, contribuindo assim para o crescimento desse formato no mercado. De acordo com a pesquisa Perfil das Microfranquias no Brasil, realizada pela Associação Brasileira de Franchising, em 2016, operavam no país 557 marcas com unidades de microfranquia, seja de maneira exclusiva ou paralela ao modelo tradicional. Deste universo, 79,8% atuavam exclusivamente com microfranquias e 20,2% operavam com ambos os formatos: tradicional e microfranquia. Dentre as redes que ainda não adotavam o modelo de negócio, 36% declararam pretender desenvolvê-lo nos próximos anos. Já dentre as franqueadoras que operavam negócios nos dois formatos, 58% das unidades eram microfranquias.

Elas são um modelo de negócio atraente por exigir um menor valor de investimento. Para seguir esta tendência de crescimento das microfranquias, será aberto um espaço exclusivo para elas na 27ª ABF Franchising Expo. O Boulevard de Microfranquias, dedicado a redes com investimento de até R$ 90 mil, reunirá marcas que destacarão produtos e serviços trazidos para a feira, realizada pela Associação Brasileira de Franchising e organizada pela Informa Exhibitions. O evento acontecerá de 27 a 30 de junho no Expo Center Norte, em São Paulo.

Na visão de Altino Cristofoletti Junior, presidente da ABF, o espaço facilitará a realização de negócios entre potenciais investidores e franqueadores. “Tem havido um aumento da demanda por modelos de negócios mais enxutos, como quiosques, home-based, trucks e similares, e a ABF Expo tradicionalmente acompanha os movimentos e tendências do mercado. Daí a relevância de lançarmos um espaço exclusivamente dedicado às microfranquias na feira. Estamos, de um lado, atendendo o interesse do público visitante e, de outro, aproximando ainda mais as marcas que atuam com esses formatos do seu público-alvo”, disse.

Para Adriana Auriemo, diretora de relacionamento, novos formatos e microfranquias, a dinâmica e a capacidade do franchising de se reinventar são fatores que contribuíram para o crescimento desse modelo de negócio. “Pelo próprio dinamismo do setor, que habitualmente responde rápido às demandas do mercado, e a busca constante das empresas franqueadoras por inovar e ampliar sua atuação, as microfranquias vêm crescendo ano a ano. Além disso, elas favorecem a formalização e a profissionalização de muitos microempreendedores”, ressaltou a executiva.

*Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui