Carta do Fórum de Varejo, Consumo e Shoppings

318
[tempo para leitura: 3 minutos]

Por Marcos Gouvêa de Souza*

Neste fim de semana ocorreu no Guarujá o 4º Fórum Nacional de Varejo, Consumo e Shopping Centers, realizado pelos grupos Lide e Dória, com apoio do IDV e coordenação de conteúdo e curadoria da GS&MD – Gouvêa de Souza.

No evento, foram debatidos os principais temas envolvendo o presente e o futuro desses setores e os desafios que o momento tem gerado.

O evento teve a presença decisiva de alguns dos mais importantes líderes desses setores, incluindo Luiza Helena Trajano, presidente do IDV; Flávio Rocha, da Riachuelo; Ronaldo Iabrudi, CEO do Pão de Açucar;  Charles Desmartis, CEO do Carrefour; Paulo Correa, presidente da C&A; Artur Grynbaum, CEO do Grupo Boticário; Iuri Miranda, Alexandre Guerra e Ricardo Bomeny, respectivamente CEOs do Burger King, Giraffa’s e Bob’s.

Estiveram também presentes e participaram ativamente, entre outros, Marcos Samaha, do GPA-Multivarejo; Roberto Lima, CEO da Natura; Décio Peccin, CEO do CNA; Ronaldo Pereira CEO das Óticas Carol; além de Carlos Zenteno CEO da Claro e Julio Zaguini do Google.

10402027_1070901232976754_7064378389104293901_n

Ao final, como é uma tradição do evento, foi divulgada uma carta que sintetiza o pensamento central predominante  nos trabalhos realizados.

O Brasil vive sua maior crise de natureza político-institucional, mas também ética e moral, com inevitáveis e profundos reflexos nas áreas econômica, financeira, de mercado, do trabalho e também no plano social.

É relevante destacar que o setor empresarial brasileiro se dê conta de seu distanciamento das questões estratégicas que envolveram o País enquanto os tempos eram de bonança.

Também é fundamental lembrar que apenas cinco anos atrás, jamais imaginaríamos senadores, deputados, empresários e executivos presos por conta de seus crimes, pelos quais foram julgados e condenados.

Essa é uma transformação estrutural!

Como é aquela que aconteceu nos setores de varejo e consumo do País e que não voltará atrás por conta de um consumidor que evoluiu em tudo.

Mas isso não pode ser tudo e o Brasil não pode ser confundido com este momento.

O Brasil é uma nação com uma população que é cada vez mais madura e que sabe o que quer.

É preciso olhar o momento atual com serenidade mas também com senso de urgência. Com bom senso, mas sem abrir mão da necessária depuração ética e moral que a realidade nos impõe. Com equilíbrio mas sem transigir com o futuro.

Em alguns anos tudo que agora passamos será parte da história.

O que agora vivemos, vai passar, mas a responsabilidade sobre o que virá pela frente dependerá em muito do que fizermos, pensarmos, influenciarmos, planejarmos e decidirmos agora.

Especialmente como líderes empresariais.

É com essa  visão que os empresários e líderes dos setores de varejo, consumo, franquias e shoppings centers, permanentemente próximos dos consumidores-cidadãos que amadureceram e amadurecerão nessa jornada, reforçam seu compromisso, acima de tudo, com o Brasil.

Nossas famílias, nossos colaboradores, nossos clientes, nossos fornecedores, a sociedade e a Nação pedem um compromisso de longo prazo e muito mais responsabilidade com o País.

Em todos os setores empresariais temos que assumir o protagonismo que o momento e o futuro nos impõem.

É uma chance histórica única de sairmos, como nação, maiores e melhores de todo esse processo.

Guarujá, 19 de Março de 2016

10603265_1071083726291838_1442295478458629190_n
Fotos: LIDE

*Marcos Gouvêa de Souza (mgsouza@gsmd.com.br) é diretor-geral da GS&MD – Gouvêa de Souza. Siga-o no Twitter: @marcosgouveaGS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui