Respostas com perguntas – Tempos difíceis exigem perguntas duras

891
[tempo para leitura: 2 minutos]

Por Alexandre van Beeck*

Hoje em dia estamos com mais interrogações do que respostas, não é mesmo? E se as respostas forem novas perguntas para estimular a reflexão sobre seu negócio?

Há muitos anos eu faço a mesma estratégia, por que agora não está funcionando mais?

Você já olhou para dentro do seu negócio? Realmente conseguiu implementar sua estratégia? Ou ficou apenas no Power Point? Já se deu conta que, o que funcionou nos últimos anos, pode não funcionar mais? A sua estratégia está adequada para este momento? Quando foi a última revisão estratégica do seu negócio? Sua empresa construiu a estratégia baseada em produto ou colocou o consumidor no centro de tudo?

Será que eu consigo acompanhar a redução de preços que meu concorrente fez?

Desde quando baixar o preço é solução para tornar seu negócio mais competitivo? Você já analisou as despesas da sua operação? Sabe como torná-la mais eficiente? Onde buscar por mais produtividade? O consumidor está em busca de soluções no ponto de vendas, o que você tem oferecido para ele? Preço?

E meus clientes? Por que eles sumiram?

Como você tem estruturado o conhecimento e a análise sobre seu consumidor? Está disseminado entre todos na empresa ou ainda fica dentro da cabeça dos donos ou da área de inteligência? Qual foi a última vez que você se passou por vendedor e foi para o chão da loja conversar e entender a cabeça de seus clientes?

Meus vendedores não conseguem abordar os poucos clientes que entram na minha loja, como faço para chegar até o consumidor?

Seus vendedores se aproximam do consumidor perguntando o clássico “se precisar de ajuda é só me chamar, meu nome é Fulano”? Já pensou em capacitar seu vendedor com informação, treinamento e tecnologia? E se sua equipe de vendas desempenhar um papel mais completo e proativo para seu negócio, como um curador?

Se eu fizer um aplicativo e publicar um vídeo no YouTube, consigo reverter a queda nas vendas?

Você ainda acredita que existam receitas milagrosas nos negócios? Sua empresa está inseridas na vida dos consumidores de maneira natural? Desenvolveu uma estratégia de atuação no mundo moderno e digitalizado ou essa será apenas um esforço de curto prazo para tentar sair da crise? Qual a história que sua marca construiu nos últimos anos? Qual a propriedade que seu negócio tem para engajar esse consumidor? Como seu consumidor enxerga seu negócio?

Porque que mesmo estimulando a minha equipe a ”pensar fora da caixa”, nunca vem nada realmente inovador?

Antes de mais nada, você não acha que a expressão ”pensar fora da caixa” já está antiga? Será que você não está fazendo mais do mesmo e exigindo resultados diferentes? Que tal aplicar metodologias de desenvolvimento de pensamento disruptivo e inovador, com planos de ação estruturados?

Esse artigo foi na verdade um exercício para estimular o inconformismo com as respostas fáceis. Tempos difíceis exigem perguntas duras.

*Alexandre van Beeck (alexandre.beeck@agrconsultores.com.br) é head de Entrega de Projetos da GS&AGR Consultores. Siga-o no Twitter: @beeck

Deixe uma resposta