Walmart considera “inaceitável” caso de produtos vencidos em loja de SP

928
[tempo para leitura: 1 minuto]

Na última semana, a Polícia Civil apreendeu quase três toneladas de produtos vencidos em uma loja do Walmart. Empresa está tomando medidas cabíveis

No último dia 20, a Polícia Civil apreendeu quase três toneladas de produtos vencidos em uma loja do Walmart na Barra Funda, zona oeste de São Paulo. Uma pessoa da empresa foi detida, mas liberada pouco depois após o pagamento de fiança de 30 salários mínimos (cerca de R$ 28 mil).

Segundo reportagem da Folha de São Paulo, a descoberta dos alimentos vencidos ocorreu após uma denúncia feita ao Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC) contra as relações de consumo. Dentre os produtos vencidos, a maior parte era pão, bolo e frios – sendo que alguns deles estavam expostos nas gôndolas.

Em nota, o Walmart afirma que “possui procedimentos internos rigorosos para assegurar a excelência dos serviços e produtos oferecidos aos seus clientes. O episódio ocorrido na unidade em questão é inaceitável, alheio à rotina operacional da empresa, e já tomamos medidas cabíveis, como intensificar inspeções e controles já existentes em todas as unidades”.

Segurança de alimento

O caso dos produtos vencidos ocorreu após um mês do firme posicionamento do Walmart com fornecedores de carne bovina investigados na operação Carne Fraca, da Polícia Federal. A empresa chegou a suspender a venda em suas lojas de produtos investigados na ação.

Na ocasião, a rede afirmou: “A empresa mantém um rigoroso Programa de Qualificação e Certificação de todos os seus fornecedores de perecíveis, o que inclui certificação em Segurança dos Alimentos e auditorias, realizadas periodicamente por empresas especializadas contratadas, garantindo a procedência, a qualidade e a segurança dos produtos comercializados em todas as suas lojas”.

Deixe uma resposta