Faturamento real da indústria cresceu 2,4% em março, segundo pesquisa CNI

363
[tempo para leitura: 1 minuto]

Massa salarial e rendimento dos trabalhadores também aumentaram em março. No entanto, atividade e emprego registraram queda, revelou Pesquisa Indicadores industriais, divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), nesta quarta-feira, 3 de maio. 

O faturamento real da indústria aumentou 2,4% em março frente a fevereiro, na série livre de efeitos sazonais. Esse foi o terceiro crescimento do indicador nos últimos cinco meses, que acumula alta de 5,5% no período.

EMPREGO SEGUE EM QUEDA

O emprego na indústria recuou 0,2% em março na comparação com fevereiro, na série dessazonalizada. Foi o terceiro mês de queda consecutiva do indicador após aumento de apenas 0,1% em dezembro na comparação com novembro. No ano, o emprego acumula recuo de 0,7%. As horas trabalhadas, que caíram 0,7% em março na série livre de efeitos sazonais, também retraíram pelo terceiro mês seguido e acumularam queda de 1,9% em 2017.

Já a massa salarial e o rendimento cresceram pela primeira vez em cinco meses. Enquanto a massa salarial aumentou 0,4% em março frente a fevereiro, o rendimento teve alta de 1,2% no período, na série dessazonalizada.

COMPARAÇÃO ANUAL

Todos os indicadores tiveram queda no primeiro trimestre frente a igual período de 2016. Na comparação, o faturamento recuou 6,7%, o emprego caiu 4,4% e as horas trabalhadas reduziram 3,3%. Já a massa salarial é 5,6% inferior e o rendimento está 1,2% abaixo do primeiro trimestre do ano passado.

 

Deixe uma resposta