RECon 2017 – Conceito Food Hall é tendência para o Shopping Center

1408
[tempo para leitura: 1 minuto]

Alimentação é tendência no mix do shopping center e o food hall torna-se atrativo para o empreendimento

Luiz Alberto Marinho, da GS&BW e colunista do Portal Mercado & Consumo, está na RECon 2017 – o maior evento do setor de Shopping Center, que acontece em Las Vegas (EUA). O especialista compartilhou nas suas redes sociais alguns insights do evento. 

“Alimentação é mesmo uma tendência no mix de shopping centers. Mas nem só de fast casual e restaurantes vive a oferta de comida em shoppings. Não para de crescer o negócio dos food halls, conjunto de pequenas operações de comida e bebida, algumas vezes ainda acompanhadas de atrações de entretenimento, que compartilham um espaço comum”, destaca o especialista.

FAST FOOD X GOOD FOOD

Aconteceu na RECon um amplo painel com operadores de food halls, como Eldon Scott do Urbanspace (NY) e Todd English (foto),onde foi amplamente discutido conceitos e características relacionados com estas operações.

“Para eles, um Food Hall é mais do que um espaço, é um lugar. Orientado não para apenas transações, mas também interações e experiências. Ao invés de vender fast food, pretende vender good food: comida boa para as pessoas, para o planeta e também para o bolso dos clientes. A ideia tem tudo para espalhar-se rápido e substituir aos poucos a velha praça de alimentação”, analisa Marinho.

Deixe uma resposta