Modelo IKEA: inovações nas lojas físicas e no digital

3494
[tempo para leitura: 3 minutos]

Eu sou fã da rede sueca de móveis e objetos para o lar IKEA. Ela me surpreende sempre pelo modelo de negócios inovador, iniciativas digitais pioneiras e pelos números… são grandes números.

A companhia foi fundada há mais de 70 anos com o objetivo de oferecer comodidades para o lar. Em 2016 fechou com faturamento de 36,4 bilhões de euros. Atualmente está presente em 52 países com 389 lojas físicas, que receberam 915 milhões de pessoas no último ano.  No on-line, seu e-commerce está disponível em todas as operações, totalizando 2.1 bilhões de visitas aos sites. É muito tráfego, muita gente interessada na IKEA.

Com um manifesto que traduz muito bem o seu propósito: “O mais importante para nós, o Conceito IKEA, é proporcionar para milhões de pessoas ao redor do mundo nos seus lares experiências com lindas soluções e preços incrivelmente baixos”, seus produtos são desenhados para oferecer design moderno, conforto e utilização de materiais e processos produtivos sustentáveis. O consumidor IKEA sabe que vai encontrar esse tripé nas soluções oferecidas pela loja.

Realidade Aumentada

Algumas iniciativas desenvolvidas por eles nos últimos 2 anos merecem nosso estudo, como case Realidade Aumentada. Estudando o fluxo de compra do seu cliente, eles entenderam que ele:

  1. Pesquisa tendências e produtos no catálogo (sim, apesar da digitalização a IKEA continua produzindo o seu famoso catálogo, que faz parte da cultura da empresa);
  2. Pesquisa preço e promoção no e-commerce;
  3. Visita a loja para “testar” produtos e ter uma opinião especializada da equipe.

Porém, mesmo com todos esses pontos de contato, muitas vezes o cliente não se sentia seguro o bastante para finalizar a compra. Eles, portanto, inovaram. Criaram um aplicativo que permite simular, utilizando tecnologia de realidade aumentada, os móveis no ambiente e assim estar mais confortável e seguro com a tomada de decisão. Com essa tecnologia, eles permitiram ao cliente ter uma extensão da loja na sua casa e a conversão de vendas pelo on-line aumentou significativamente. Vejam abaixo o vídeo com a demonstração da experiência:

 

 

Ikea Retail Therapy

Com o lema de que os seus produtos sempre são criados para as pessoas viverem melhor, seu posicionamento nessa campanha foi de que a IKEA serviria como uma terapia na vida dos seus consumidores.

Eles se questionaram: como poderiam lembrar as pessoas que eles existem para resolver os problemas do dia-a-dia em casa? A resposta foi bem óbvia: já que todos recorrem ao Google para ter a resposta para os seus problemas, eles renomearam os produtos do site com base nos resultados de buscas. Assim, quando o cliente “googla” o seu problema, a solução no resultado de busca será um produto IKEA. Os sofás-camas foram renomeados por “O que fazer se meu marido ronca?” A campanha atingiu 175 milhões de views, aumentou a taxa de cliques de 0,16% para 17%!!! E obtiveram mais de 100 milhões de comentários positivos nas redes sociais, 550 blogs e 500 jornais e revistas citaram a campanha. Não disse que os números deles impressionam?

Veja mais sobre essa iniciativa :

 

 

Loja Experiência

Muito já temos conversado de que a loja física tem sofrido uma grande transformação. Ela deixa de ser apenas um ponto de venda e se torna um ponto de contato muito forte entre marca e consumidor. A loja se transforma para proporcionar experiência e experimentação de produtos. Antenada a essa transformação do ponto de venda, a IKEA criou uma loja conceito na Polônia que não vende produtos, apenas é utilizada para experimentações. Na verdade é uma casa que oferece eventos e cursos para os consumidores se divertirem e testarem os produtos que estão a venda na loja tradicional. Com um ambiente super descontraído e acolhedor, cria um vinculo afetivo entre marca e cliente muito forte.

 

https://www.youtube.com/watch?v=eIj0_8SQQ0k&list=PLPmvKRbaPHmcnthrrQWIDdCwSdqC8-rhH&index=3

 

Esses são alguns exemplos que sustentam porque a IKEA é sinônimo de inovação no varejo. Inovação com resultado, porque esse é o grande desafio que enfrentamos no mercado.

 

Deixe uma resposta