Estudo mostra perfil do consumidor inadimplente brasileiro

733
young man on a table. worried expression
[tempo para leitura: 2 minutos]

Maioria dos negativados possui entre 41 e 50 anos; a classe social mais atingida tem renda entre 1 e 2 salários mínimos e representa 39,1% do total

O levantamento é referente a maio de 2017, quando o número total de consumidores negativados atingiu o recorde histórico de 61 milhões, impulsionado pelo desemprego e a recessão econômica.

O estudo mostra que a maioria dos inadimplentes (19,4%) tem idade entre 41 e 50 anos. Em segundo no ranking de participação entre os inadimplentes estão os jovens de 18 a 25 anos, que respondem por 14,9% do total.

Veja, na tabela abaixo, os percentuais referentes a todas as faixas etárias:

tabela 1
Os homens representam 50,9% dos inadimplentes. A classe social mais atingida é a que tem entre 1 e 2 salários mínimos, que representa 39,1% do total. Em seguida, vem a classe que ganha entre 2 e 5 salários mínimos (11,7%). Confira abaixo:

tabela 2
A maioria dos 61 milhões de inadimplentes possui apenas uma dívida (37,3%). O estudo também aponta que 30,7% dos consumidores negativados possuem quatro dívidas ou mais. O percentual de consumidores com duas dívidas é de 19,9% e 12,1% do total possui três dívidas.

Inadimplência por região e estados

O estudo também mostra que a região com maior percentual de inadimplentes do país é a sudeste, com 45,2% do total, seguida da região Nordeste, que corresponde a 25,1% do total. O Sul do país é o terceiro colocado do ranking, com 12,8% dos negativados. Norte e Nordeste ficam em quarto e quinto lugar, respectivamente.

tabela 3

A tabela abaixo mostra o número total de inadimplentes em cada estado e o percentual de inadimplentes em relação à população adulta:

tabela 4
Fonte: Serasa Experian

Deixe uma resposta