Movimento do comércio cai 1,5% no 1º semestre, ante -8,3% 1 ano antes, diz Serasa

456
Close up of hands of young beautiful woman holding bunch of hangers with different dresses. Lady doing shopping, going to fitting room in fashion mall, carrying new casual style clothes
[tempo para leitura: < 1 minuto]

Setor da construção foi o que mais foi afetado, com as vendas de material registrando declínio de 14,4% no primeiro semestre

O movimento no comércio varejista do País fechou o primeiro semestre com nova queda, porém bem menos intensa do que a registrada em igual período do ano passado. É o que aponta o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio. Conforme o índice, o movimento dos consumidores nas lojas caiu 1,5% na comparação com os seis primeiros meses de 2016, quando cedeu 8,3%.

“A retração da atividade varejista no primeiro semestre de 2017 é explicada pelo elevado desemprego no país e pelos juros ainda altos dos crediários”, avaliam, em nota, os economistas da Serasa.

O setor da construção foi o que mais foi afetado, com as vendas de material registrando declínio de 14,4% no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período de 2016. Na sequência, ficou a categoria de móveis, eletroeletrônicos e informática, com recuo de 12,6%, seguida de perto pela retração de 12,4% no segmento de tecidos, vestuário, calçados e acessórios.

O movimento nas lojas de veículos, motos e peças caiu 10% nos seis primeiros meses deste ano, enquanto o setor de combustíveis e lubrificantes teve queda de 6,8%.

Com inflação mais baixa, a Serasa destaca que a categoria de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas, com declínio de 1,4%, foi a que registrou a queda menos intensa em relação ao restante. “Puxada pela deflação dos alimentos”, explica.

Fonte: Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta