Mais da metade das famílias consome menos que em 2017

853
[tempo para leitura: < 1 minuto]

O indicador de Intenção de Consumo das Famílias (ICF), realizado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), indicou que, em fevereiro, 54% das famílias brasileiras têm um nível de consumo menor que o do ano passado. O ICF alcançou 87,1 pontos este mês, um aumento de 4,2% em relação a janeiro.

Na comparação entre fevereiro deste ano e o de 2017, o índice apresentou alta de 13%. Bruno Fernandes, economista da CNC comentou que “a desaceleração do número de demissões, aliada à trajetória favorável da inflação e queda, ainda que suave, das taxas de juros, impactou positivamente a confiança das famílias”.

Embora haja evolução, resultado se mantém abaixo dos 100 pontos, indicando uma recuperação lenta do otimismo das famílias.

A taxa de empregados, indicada pelo componente Emprego Atual registrou 112,3 pontos, um aumento de 2,3% em relação a janeiro. Este é o maior valor desde junho de 2015. As famílias que se sentem mais seguras em relação ao emprego somam 33,8%, um aumento de 0,4%, diante dos 33,4% de janeiro.

O Nível de Consumo Atual sofreu um aumento de 4,8% na comparação com janeiro e de 19,9% ante o mesmo período do ano passado. A Perspectiva de Consumo subiu 3,6% sobre o mês passado e Momento para Duráveis cresceu 5,8% no comparativo mensal e 23,5% em relação a 2017.

*Informações retiradas do jornal DCI

*Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui