Vendas de Páscoa podem crescer 3%, diz pesquisa da FCDLESP

731
[tempo para leitura: 2 minutos]

Pesquisa de expectativa de vendas realizada pela FCDLESP (Federação das Câmaras Dirigentes dos Lojistas do Estado de São Paulo) apontou que lojas de chocolate e supermercados são os departamentos com mais chances de crescer nesta Páscoa, com aumento previsto de até 3%. Para o período, os comerciantes do estado continuam com previsões conservadoras, esperando um ticket médio mais baixo.

“Estamos no começo do ano, que é de acúmulo de contas. Por isso, vemos comerciantes com receio de fazer grandes apostas em datas como a Páscoa, que tendem a favorecer mais o ramo de alimentação. No decorrer de 2018, teremos resultados mais positivos em outros setores. O mercado deve estar mais favorável para o crescimento do varejo esse ano”, afirma o presidente da FCDLESP, Mauricio Stainoff.

A pesquisa traz ainda dados das CDLs (Câmaras de Dirigentes Lojistas)  do estado que afirmam que as contratações temporárias podem ter números positivos nas principais cidades, assim como expectativas melhores para as vendas.

Litoral

No litoral de São Paulo, cidades como Santos, Guarujá e Praia Grande mantém a expectativa de venda com ticket médio entre R$ 60,00 e R$ 120,00.

Para a CDL Santos-Praia, as vendas de Páscoa podem impulsionar um crescimento igual ao do ano passado, quando foi de 3%. A instituição acredita na abertura de cerca de 50 vagas temporárias, com possibilidade de contratação dependendo da demanda e do desempenho do colaborador.

A CDL do Guarujá acredita que as vendas vão crescer 2%, se comparadas às de 2017. A auxiliar administrativa da CDL, Valmira Castro, afirma que os principais beneficiados nesta época são supermercados e lojas especializadas, já que pretendem abrir cerca de 30 vagas para contratações temporárias.

Na Praia Grande, a visão de crescimento está mais otimista do que em outras regiões. A CDL da cidade espera um aumento de 7% no volume de vendas durante o período.

ABC

A região do ABC crê que as vendas podem ter um leve crescimento no período da Páscoa deste ano, de cerca de 5%. Os comerciantes esperam que os consumidores gastem em torno de R$ 100,00 e R$ 150,00 em supermercados e indústrias ligadas ao segmento alimentício, como doces e chocolates.

Estes estabelecimentos também pretendem abrir vagas para contratações durante o período. “Há boas oportunidades de vagas temporárias em todo o ABC. Uma vez que o contratante tem a oportunidade de acompanhar o desempenho do terceirizado, há grande chance de efetivação, principalmente neste momento em que a economia está aquecendo”, afirma o presidente da CDL de São Bernardo do Campo, Marcello Alexandre.

Região Central

A região Central do estado de São Paulo, como Bauru, prevê um pequeno crescimento de 3% nas vendas. O ticket médio esperado para os consumidores gastarem na data é de R$ 60,00 a R$ 150,00.

Na região de Jaú, a expectativa da CDL da cidade é de cerca de 50 vagas temporárias.

Interior

Com previsão de crescer apenas 1% quando comparado a 2017, a CDL de Cruzeiro não espera que o consumidor esteja aberto a grandes gastos neste período, não ultrapassando um ticket médio de R$ 60,00. “Esta pode ser a pior Páscoa desde 2008”, afirma o presidente, Breno Santiago. Ele afirma que podem abrir cerca de 20 vagas temporárias em supermercados da região.

*Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui