Omnicanalidade e conectividade foram os principais pontos do primeiro painel do 6º Fórum Lide do Varejo

1430
[tempo para leitura: 3 minutos]

Neste fim de semana, nos dias 16 e 17 de março, aconteceu o 6º Fórum Lide do Varejo, que reuniu alguns dos principais nomes do setor no Brasil no Hotel Sofitel Jequitimar, no Guarujá.

Estiveram presentes na abertura do evento Válter Suman, Prefeito do Guarujá; Antônio Carlos Pipponzio, Presidente do IDV – Instituto para Desenvolvimento do Varejo; Marcos Gouvêa de Souza, fundador e diretor-geral do Grupo GS& Gouvêa de Souza e Presidente do Lide Comércio; Luiz Fernando Furlan, Chairman do Lide e Gustavo Ene, CEO do Grupo Lide. O anfitrião da abertura foi Vander Giordano, Vice-presidente da Multiplan.

O primeiro painel do evento foi “O mercado não é mais o mesmo. Viva o mercado”, com a presença de Frederico Trajano, CEO do Magazine Luiza; Junior Durski, Sócio-Fundador do Madero; Marcilio Pousadado, Presidente da Raia Drogasil; Mario Laffitte, Vice-presidente da Samsung e de Miguel Abuhab, CEO da Neogrid. Os moderadores foram Marcos Gouvêa de Souza e Luiz Fernando Furlan.

O presidente da Raia Drogasil ressaltou a preocupação com saúde da marca, razão pela qual não vende certos produtos, como refrigerantes, e o interesse em pessoas “para trabalhar na nossa rede, tem que gostar de pessoas. Se não gosta deve fazer outra coisa.” A importância de um propósito firme foi destacada. “Empresa com preocupação de curto prazo não vai se manter no mercado,” afirmou.

Outro ponto destacado em sua apresentação foi a mudança de perfil do cliente, que está super conectado e faz tudo no celular. “Um bom exemplo é a compra de ingressos para o cinema. Ninguém mais decide ir ao cinema e vai comprar o ingresso e escolher lugar na bilheteria. Agora as pessoas compram pelo celular e já chegam com tudo acertado,” disse.

O CEO da Neogrid falou a respeito da importância de melhorar o estoque de produtos, aumentando a frequência de abastecimento das unidades, melhorando o portfólio e tirando produtos de baixo giro. “Existem lojas que só tentam empurrar os produtos para o consumidor, para vender. Isso não funciona. Você tem que se adequar àquilo que o cliente deseja,” explicou.

O Vice-presidente da Samsung ressaltou a importância da experiência. “Fui comprar um celular. Escolhi um modelo de 300 reais, queria entregar o cartão, mas a atendente me pediu para sentar e fazer o cadastro. O atendimento foi excelente e dedicado, embora o produto fosse do mesmo preço de uma compra rápida no supermercado,” contou.

Ele falou sobre conectividade. “Estamos na casa das pessoas, com televisores, máquinas de lavar e geladeiras. No bolso delas, com celulares. O mundo está cada vez mais digital e temos que acompanhar isso.”

O fundador do Madero explicou o processo de controle de qualidade da marca. “Colocamos 15% de gordura no hambúrguer e 85% de carne. A média do mercado é 30.” Durski procura manter a rede unida e ter contato com os clientes.  “Não faria sentido tornar uma rede de franquias porque tiraria a parte mais importante que é o contato com as pessoas,” comentou. Ele chegou a fornecer o número de seu celular durante a apresentação, um hábito que mantém. “Eu passo para saber se as pessoas estão satisfeitas. É minha rede de controle de qualidade. Eu peço para que qualquer um me avise se houver algum problema, para que eu possa resolver”, falou.

O CEO do Magazine Luiza falou sobre a revolução digital, destacando que a população brasileira está cada vez mais conectada: “as redes sociais são uma das principais ferramentas de conectividade. Quase todo mundo está no Facebook e no Instagram”. Por outro lado, ele disse que a importância crescente do e-commerce não elimina as lojas físicas. “Minha missão no Magazine Luíza é transformar uma rede de varejo tradicional com e-commerce em uma plataforma multicanal com lojas físicas e calor humano,” concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui