Aplicativo unifica cadastros para aumentar vendas no mobile

1363
[tempo para leitura: 2 minutos]

Segundo o Google Mobile Day, 86% da navegação em e-commerces é feita em dispositivos móveis. O movimento é gigante, mas a efetividade é baixa: apenas 27,3% das vendas online são feitas dessa maneira, de acordo com o relatório Webshoppers 2018. A fim de aumentar as vendas efetivadas em dispositivos mobile, foi criado o aplicativo CHKOUT.ME. Ele centraliza o cadastro de consumidores em lojas parceiras e facilita o fechamento do negócio. Lançado no começo de 2018, o uso do aplicativo já trouxe um aumento de vendas de até 20% na modalidade.

O objetivo do app foi criar uma alternativa para fazer com que menos clientes em potencial abandonem os carrinhos quando navegam por celulares ou tablets. A solução é uma plataforma centralizada, com cadastro dos dados e métodos de pagamentos dos usuários, salvos com segurança. Assim, na hora de finalizar um pedido, ele pode escolher a opção para utilizar o aplicativo.

“É muito mais fácil de usar e elimina a etapa tediosa de lidar com informações pessoais na hora de efetivar a transação. É um modelo que aumenta as compras por impulso”, disse Daniel Rigotti, CEO do Chkout.me. Desenvolvido ao longo de 2017, o app faz parte do programa de incentivos às startups da Multiplus, o que permitiu firmar uma parceria, na qual os usuários ganham 60 pontos Multiplus a cada compra.

“Além dos pontos serem um atrativo por si só para os usuários, é uma vantagem para o varejista, já que a Multiplus traciona o aplicativo e, por consequência, as lojas parceiras”, afirmou Rigotti, que cita a possibilidade de buscar, por meio do próprio aplicativo, produtos oferecidos nas redes integradas.

Hoje, o aplicativo é usado por mais de 70 lojas de segmentos e portes variados no Brasil. Os lojistas pagam uma taxa fixa mensal pelo app e não há qualquer custo para os consumidores finais. A partir do meio do ano, a empresa começará um processo de internacionalização e a meta é estar presente em 1.000 sites até o fim de 2018. Estudo realizado por especialistas estima que o valor de mercado da empresa, no começo de 2019, será de R$ 67 milhões.01

Deixe uma resposta