Danone deve lançar iogurtes veganos para compensar baixo crescimento

1823
[tempo para leitura: 2 minutos]

Para atender o crescente público vegano, a Danone está estudando a possibilidade de lançar iogurtes sem leite de origem animal. Esta é uma das formas analisadas pela empresa para lidar com a queda do consumo de iogurte e de demais derivados do leite que estão estagnadas. A companhia busca formas de crescer neste momento difícil.

A companhia tentou reformular a linha do iogurte Activia, com mudanças na receita e novas embalagens, mas o resultado foi insuficiente. Esta linha e a Actimel seriam as possíveis escolhidas para receber os novos produtos à base de leite vegetal.

A Danone comprou a empresa WhiteWave Foods por US$ 10 bilhões,  e assim conseguiu novas alternativas, com marcas como a Silk, nos EUA, e a Alpro, na Europa. Esta última é a segunda maior marca da companhia na Europa, reinando sobre o mercado de alternativas aos lácteos, com mais de 40% de participação neste nicho. Ela é conhecida por suas opções alternativas, à base de leite de soja, amêndoa, coco, arroz, castanha de caju e aveia, incluindo um sorvete vegano. Esta marca vem fazendo sucesso, com crescimento de quase 10%. Ela agora deseja expandir estas marcas.

Francisco Camacho, vice-presidente-executivo da divisão de produtos lácteos e à base de plantas da Danone afirmou: “Não acrescentamos produtos à base de plantas apenas para ter um produto deste tipo”. A empresa teria ainda o objetivo de oferecer cada vez mais alternativas de produtos veganos, para cobrir as necessidades de um público que não encontra produtos com facilidade.

De acordo com a empresa de pesquisa Future Market Insights, a demanda global por iogurtes sem leite crescerá cerca de 5% ao ano, para US$ 7,4 bilhões até 2027. Apenas o consumo de iogurte sem leite já cresce 50% ao ano nos EUA.

A multinacional detém cerca de 17% do mercado global de iogurtes, que movimenta US$ 83 bilhões.

*Informações retiradas do portal Exame

*Imagem reprodução

Deixe uma resposta