Starbucks faz parceria com Alibaba para entregar café na China

959
[tempo para leitura: 1 minuto]

A Starbucks estaria formando uma parceria com a gigante Aibaba Group Holding para entregar seus cafés e pães na China. A estratégia seria uma forma para enfrentar a concorrência e revigorar as vendas no país. Caso a negociação se concretize, o Ele.me, o serviço de entrega de refeições da Alibaba, irá ficar responsável pela parte logística. A Starbucks já havia anunciado que desejava iniciar um serviço de entrega com um parceiro durante o outono (Hemisfério Norte) em Pequim e Xangai.

A rede de cafeterias tem enfrentado quedas nas vendas na China. Ela registrou uma queda de 2% nas vendas em lojas, na comparação com o último trimestre de sua atuação na China, em valor abaixo das estimativas dos analistas. A Starbucks afirmou que deseja se tornar parte da rotina diária dos consumidores interessados em tecnologia no país. Ainda de acordo com a empresa, a China deve ultrapassar os EUA como seu maior mercado dentro de uma década.

Belinda Wong, CEO da Starbucks chinesa, disse: “De modo geral, o serviço de entrega está se tornando um ritual do estilo de vida na China e os comportamentos do consumidor estão mudando”.

O acordo entre as companhias não será exclusivo e não deve se restringir apenas às entregas.

Os serviços de entrega têm se popularizado na China, sendo possível comprar qualquer produto pela internet e até receber no mesmo dia. A Starbucks estaria investindo na modalidade para competir com a rede local Luckin Coffee.

A rede pretende triplicar sua receita na China nos próximos cinco anos e operar 6.000 lojas em 230 cidades da China continental até o fim de 2022. Caso se concretize, seria uma taxa de uma nova cafeteria a cada 15 horas.

*Informações retiradas do portal Exame

*Imagem reprodução

Deixe uma resposta