Livraria Cultura investe em laboratório de inovação para ser digital

1385
[tempo para leitura: 1 minuto]

A Livraria Cultura está passando por um processo de reestruturação. Mas, além de algumas demissões, outras mudanças estão sendo realizadas. De acordo com a companhia, até 2020, 80% de suas receitas virão de canais digitais. Entre as estratégias para isso está o EVA, um laboratório de inovação.

“Quando a Cultura comprou a Estante Virtual, não comprou só um marketplace de livros usados. Ela comprou uma startup de tecnologia. Sérgio Herz e o conselho viram uma oportunidade de transformar a Cultura em uma empresa digital”, disse Sérgio Ciglione, CDO da companhia.

Localizado no Rio de Janeiro, o laboratório foi batizado em homenagem à fundadora da empresa, Eva Herz. Ciglione afirmou que a Cultura deseja utilizar a plataforma para lançar inovações não apenas para a própria companhia, como para o mercado. Entre as soluções que estão sendo desenvolvidas está um app, além da revisão das plataformas de e-commerce e marketplaces. O EVA também tem um time voltado para Business Inteligence (BA), com extração e análise de dados.

*Informações retiradas do portal Publish News

*Imagem reprodução

Deixe uma resposta