Mais da metade dos gastos de brasileiros no exterior são feitos pela internet

1033
[tempo para leitura: 2 minutos]

Mais da metade do volume de gastos dos brasileiros em estabelecimentos comerciais fora do país já é feito pela Internet, apontam dados da Visa Consulting & Analytics. Os gastos internacionais de brasileiros em 2018 já chegam a 56% no e-commerce. Os sites mais procurados ficam nos Estados Unidos e no Reino Unido, correspondendo a 43,1% e 12,9% do total, respectivamente. O país com maior crescimento de gastos foi a China, com um aumento de 133% na participação, em comparação com os primeiros seis meses de 2017.

De acordo com o levantamento, esses gastos ocorrem por 3 motivos principalmente: compras decorrentes de viagens (passagens aéreas, hotel, aluguéis de carro); compras de bens digitais na internet (como, por exemplo, licenças de software ou pagamentos recorrentes em aplicativos); e em bens físicos tradicionais. Em alguns dos destinos, determinados tipos de gastos são significativamente maiores. Na Inglaterra, por exemplo, 43% dos gastos são relativos a viagens, diferente dos Estados Unidos, onde a maior parte das compras é feita em grandes marketplaces.

Embora a China seja o país com maior aumento na procura por brasileiros, o valor das compras ainda é muito menor quando comprado a outros países. Apesar do número de transações por pessoa ter aumentado bastante (em 2017, eram 1,8; agora, são 2,2), o ticket médio das operações se mantém baixo (US$ 42, ou R$ 162).

Rodrigo Santoro, diretor executivo da Visa Consulting & Analytics, afirma que, de forma geral, o ticket médio dos brasileiros em sites internacionais vem caindo nos últimos anos, o que não necessariamente é algo negativo, já que o volume de transações vem aumentando significativamente. “Isso acontece por que o consumidor começou a comprar itens de baixo valor em maior quantidade, de US$5 a US$10, o que antes ele não costumava fazer. Além disso, o aumento de gastos na internet mostra que o brasileiro está cada dia mais habituado – e vê vantagens – a usar o cartão no mundo online”, explicou Santoro.

Confira mais dados do levantamento:

  • O ticket médio das compras realizadas em sites chineses é de R$ 52. Enquanto que o valor médio nos sites dos EUA gira em torno de R$ 93.
  • Os meses de janeiro e julho continuam sendo os de maior gasto fora do Brasil, mas, quando analisadas apenas as transações em e-commerce, a sazonalidade praticamente não existe.

*Imagem reprodução

Deixe uma resposta