Franqueados O Boticário criam startup de gestão para pequenos varejistas

1307
[tempo para leitura: 3 minutos]

Os franqueados da rede de produtos de beleza O Boticário, Henrique Carbonell e seu pai, Fernando abriram a startup Finanças 360º, voltada para o oferecimento de uma solução única para a gestão financeira da operação, como controle do fluxo de caixa, do Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE), do Contas a Pagar, da conciliação bancária e de cartão.

A empresa surgiu devido às próprias dificuldades enfrentadas pela dupla. Conforme suas lojas franqueadas cresciam, a gestão financeira do negócio se tornava cada vez mais complexa e ficou cada vez mais evidente a necessidade de um sistema adequado ao porte da empresa. Henrique e Fernando perceberam que não havia no mercado uma plataforma única que atendesse às necessidades tanto de gestão financeira como também de conciliação de cartões e bancos.

Assim, eles decidiram criar uma solução. “Nós sentíamos essa dificuldade e tínhamos contato com diversos varejistas que sentiam a mesma dor. Então, tivemos a garantia de que havia espaço para esse tipo de inovação e decidimos fundar uma startup para desenvolver a ferramenta”, contou Henrique. Em 2013, eles fundaram a Finanças 360º.

Henrique conta que a gestão financeira por si só não era a principal dificuldade. A questão que mais preocupava era a conciliação do recebível por vendas feitas no cartão. “Se o varejista não fizer uma boa conciliação das vendas, ele vai perder dinheiro e não vai conseguir fazer uma gestão financeira efetiva”, afirmou o franqueado. “As plataformas de gestão financeira atuais se propõem basicamente a chegar em um DRE e fluxo de caixa. Porém, muitas vezes, esses dados não refletem a realidade. Nós nos propomos a ajudar o empresário a ter uma gestão fácil e eficiente, automatizando diversos processos do dia-a-dia, de modo que o demonstrativo financeiro e o fluxo de caixa reflitam realmente o que está acontecendo em seu negócio”, esclareceu Henrique.

Com um investimento próprio de R$ 160 mil, Henrique e Fernando juntaram-se a Luiz Fernando Payoli, para o desenvolvimento. A construção do sistema foi iniciada em 2013, mas a plataforma só começou a ser comercializada efetivamente em 2016. Nesse intervalo, todo o processo de aperfeiçoamento da solução foi realizado com outros 15 franqueados de várias marcas. Hoje, além do Boticário, a Finanças 360º atende outras franquias, como Chilli Beans, Arezzo, Adidas, Óticas Carol e Havaianas, somando cerca de 1700 clientes. O objetivo é chegar a 2 mil no fim deste ano e 5 mil até de 2020. Com a operação em andamento, a startup faturou, em 2017, R$ 1,1 milhão. A expectativa é que este ano o resultado chegue a mais de R$ 3 milhões.

Fernando conta que ainda existe um trabalho a ser feito por parte do varejista de pequeno e médio porte para entender a importância de adotar soluções que ajudem no controle financeiro. “Muitos lojistas não entendem a importância de fazer a conciliação de cartão e não têm noção que perdem dinheiro por não identificarem essas falhas”, afirmou. “Nós já encontramos casos de clientes, em que, no dia em que fizemos a implantação, identificamos mais de R$ 100 mil de vendas que não foram pagas”, exemplificou.

O objetivo é que a startup passe a oferecer outros serviços para os varejistas. “O objetivo é evoluir para outros departamentos de gestão, como departamento pessoal, contábil e comercial”, falou Henrique. “Queremos também trazer produtos financeiros para o pequeno varejista que, hoje, tem muita dificuldade para acessar uma linha de crédito. Com algumas ferramentas de financiamento, nós podemos facilitar o acesso para esse lojista”, afirmou.

Para expandir as operações, a Finanças 360º conta com a entrada de novos investidores no negócio. Os empresários Walter Sabini Junior, que possui vasta experiência no varejo, e Erik Cavalheri, que também possui uma rede de franquias, passam a fazer parte da sociedade.

Deixe uma resposta