Netshoes readequa logística e centro de distribuição de São Paulo

0
1057

A Netshoes, companhia proprietária das marcas Netshoes, Zattini, Shoestock e Free Lace, reorganizou sua estratégia logística para melhorar ainda mais a experiência de compra de seus clientes. Assim, as marcas de moda e beleza do grupo passam a operar exclusivamente no centro de distribuição em Barueri, região metropolitana de São Paulo, resultando em um aumento de produção e eficiência nas operações. Com a iniciativa, os outros dois CDs da empresa – em Extrema, Minas Gerais, e em Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco – concentrarão as operações de Netshoes e das marcas licenciadas (Kappa, Olympikus, Puma, entre outras).

“Fizemos esse reajuste logístico pensando no cliente e em como podemos entregar uma experiência ainda mais completa. Além disso, com o crescimento dessa vertical de moda, teremos ganhos operacionais que geram velocidade e escala ao negócio”, afirma Márcio Chammas, diretor de logística da Netshoes.

Alguns benefícios impactam diretamente o consumidor, como o prazo de entrega em Zattini, Shoestock e Free Lace que diminui em um dia útil na modalidade Expressa e em até dois dias úteis na entrega Normal para todo o Brasil. Além disso, o cliente deixa de receber os itens do pedido de forma fracionada, como acontecia anteriormente em algumas ocasiões. “Antes, um sapato poderia vir de Pernambuco e chegar na casa do cliente em São Paulo dias depois de uma saia, por exemplo. Agora, com toda a operação e produtos partindo de um mesmo CD, o consumidor recebe o pedido todo consolidado” explica Chammas.

Segundo o diretor, as marcas de moda ganham também em eficiência interna – embalagem e armazenamento – e evolução na logística reversa para solicitações de troca. “Há também o benefício para os nossos fornecedores, que passam a entregar os produtos de moda e beleza somente em um CD, sem precisar dividir os produtos entre os três centros”.

“O mercado logístico tem se desenvolvido muito nos últimos tempos, principalmente devido ao crescimento do e-commerce e do empoderamento do consumidor online, que demanda cada vez mais agilidade na entrega dos produtos. Essas melhorias em nossos processos de distribuição são justamente para acelerar as nossas operações e otimizar a prestação de serviço ao cliente, acompanhando o ritmo desse mercado e de olho sempre nas principais inovações do setor”, finaliza Chammas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui