A fofurização do varejo – experiência acima de tudo!

0
2889

O MorumbiShopping, templo do consumo da zona sul paulistana vêm se tornando, voluntariamente ou não, berço de vários novos modelos de varejo que têm em comum propostas de lojas que oferecem, sobretudo, experiência ao consumidor além de uma dose de fofura. Conheçam algumas delas (e aproveite para visitá-las):

Estrela Beauty – Em junho último, a tradicional fabricante de brinquedos Estrela inaugurou a primeira unidade da “Estrela Beauty”, uma marca de play make-up e acessórios, pensados e desenvolvidos para a criança. O espaço dispõe de diversas penteadeiras para quem quiser se maquiar “brincando”. Uma loja concebida para experiências, por isso, na entrada da loja existe um painel interativo com animação como um ponto de atração, onde as crianças podem brincar e clicar nos ícones. Além de um espelho mágico, que possui um monitor atrás, promovendo interatividade, onde a criança assiste outras crianças com vários tipos de maquiagem. Um ateliê com mesa, onde ela pode sentar e se maquiar, há armários com produtos para pegar e se divertir, papéis para desenhar e espelhos com frases escritas com batom. Para as meninas, papais e mamães, é um lugar com diversão garantida.

Snoopy Café – Snoopy, o famoso cão das histórias em quadrinhos criadas por Charles Schulz, é o tema de uma cafeteria inaugurada em junho. O balcão da loja é todo decorado com as tirinhas da turma de Charlie Brown. E as xícaras, os guardanapos, os copos e a maioria das guloseimas vêm decorada com imagens dos personagens. Quem é fã também pode levar para casa uma lembrancinha, já que a casa vende canecas e bichos de pelúcia de personagens como Snoopy, Charlie Brown, Woodstock e Lucy. Fofos não?

Megastore Cacau Show – A loja inaugurada em agosto ocupa 450 m² do piso térreo e é a maior loja de chocolates em shopping centers do Brasil. O espaço lúdico mostra um ambiente repleto de experiências diferenciadas. Por exemplo, nas noites de terça e sexta, monta-se um palco de shows de jazz gratuitos. Um setor destinado aos produtos infantis hospeda um teatro de fantoches. Há ainda o chamado Cacau Lab, onde profissionais ensinam o público a fazer temperagem do chocolate e outros truques. Tem também uma exótica e charmosa cafeteria. Na área Bean to Bar, os consumidores podem acompanhar todo o processo de torra e drageamento do cacau. Enfim, uma loja para consumir, mas, sobretudo, se divertir muito.

Sorveteria Dona Nuvem – A sorveteria Dona Nuvem, que abriu há pouco mais de um ano numa galeria da rua Augusta e virou sensação entre as adolescentes, anunciou a abertura nos próximos dias de uma filial conceito com 125m2. A sorveteria, inspirada numa doceria de Londres , é conhecida por oferecer a combinação de sorvete com algodão doce que lembra uma nuvem, com possibilidade de customização e criação dos sorvetes a partir da escolha de temas como “Unicórnio”, “Sereia”, “Tubarão”, além de coberturas e toppings variados, como pipoca, confeitos de estrelinhas ou até um biscoito em formato de emoji. “A ideia é resgatar os sabores da infância”. Um lugar feito sob medida para postagens no instagram.

Essas quatro lojas citadas deixaram de ser pontos de vendas (PDVs) para se transformarem em pontos de experiência. Este termo que o Grupo GS& Gouvêa de Souza batizou de PDX, envolve absolutamente tudo em relação à antiga concepção da loja, com relação à oferta de produtos e serviços, ao design, à ativação e promoção de vendas, ao atendimento, à atuação e ao papel das pessoas, aos instrumentos de monitoramento e controle incorporados e, talvez mais importante, ao empoderamento das equipes que atuam nesses espaços. A loja começa a exercer um papel mais amplo, como um ponto de encontro, de experiência e de relacionamento não se restringindo mais à venda de produtos baseado na racionalidade e que pressiona a rentabilidade do negócio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui