Rede curitibana fatura milhões por ano com comida mexicana

0
741

Com faturamento de R$ 9 milhões ao final de 2017, a rede Zapata, principal marca nacional de comida mexicana, quer dobrar esse número em dois anos e o modelo de franquia é a aposta para atingir essa meta arrojada de crescimento. Nos próximos cinco anos, a rede prevê a abertura de 50 unidades na Região Sul e no Estado de São Paulo. Atualmente, o grupo, que foi fundado no ano de 2007, conta o Zapata Mexican Bar e seis unidades do Zapata La Taquería, que é o grande foco da expansão, em funcionamento na cidade de Curitiba (PR).

“A expansão da empresa por meio de franquia se deve ao fato de não existir a necessidade de capital próprio e nem recorrer a financiamentos bancários. O setor de franquias no Brasil, se comparado com os Estados Unidos, tem muito a crescer, pois o mercado está em um constante processo de amadurecendo e expansão”, comenta Márcio Brasil, fundador da rede Zapata. E os números do setor só comprovam que o modelo de negócio é lucrativo para ambos os lados. O faturamento do setor de franchising chegou a R$ 163 bilhões no ano de 2017, um crescimento de 8% comparado ao ano anterior.  De acordo com um estudo realizado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), 35% das 50 maiores franquias do Brasil são do segmento de alimentação. A associação aponta ainda que a taxa de sobrevivência de franquias é 8 vezes maior do que de outros negócios.

Com previsão de investimento inicial em 350 mil reais por unidade da Zapata La Taquería, o foco do Zapata está nos mercados de São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e, obviamente, Paraná. Para quem quer investir em franquias, a rede oferece apoio total do planejamento à implantação e treinamento. “Nosso plano de negócio está estruturado em abrir cerca de 50 lojas dentro da Região Sul e o Estado de São Paulo. Após abertura dessas unidades, vamos mirar o restante nas Regiões Sudeste e Centro Oeste, crescendo em formato de caracol, de dentro para fora, para podermos dar suporte ao nosso franqueado”, explica Márcio Brasil.

Ainda para o ano de 2018, a rede pretende inaugurar mais três unidades. “Temos um produto que tem grande aceitação no mercado brasileiro e em outros países, se comparado as operações mexicanas no Brasil, o bom retorno de investimentos, que fica entre 24 a 36 meses, são o chamariz para os que querem investir em um negócio próprio”, complementa Márcio.

* Foto: Priscilla Fiedler

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui