Calçados Bibi abre primeira loja na Bolívia como parte da expansão internacional

0
697

A Calçados Bibi, rede de franquia de calçados infantis, iniciou a expansão internacional em setembro de 2017. Agora, a marca está lançando a primeira loja na Bolívia, no shopping Ventura Mall, em Santa Cruz de La Sierra. A rede anunciou também a terceira unidade em Lima, no Peru, que será aberta no Shopping Mall Aventura Plaza, localizado no distrito de Santa Anita. Ambas as inaugurações estão previstas para o mês de outubro. Com 106 unidades, a companhia também exporta produtos para o comércio multimarcas de mais de 70 países.

“Após obtermos sucesso com as unidades implantadas no Peru, chegou a vez de dar um passo adiante e investir em outros países da América do Sul. A nova operação em terras bolivianas dará espaço para o ingresso de outros espaços físicos na região. Escolhemos Santa Cruz de La Sierra por ser considerada hoje a maior e mais populosa cidade do país”, afirmou Andrea Kohlrausch, diretora de franquias da Bibi.

De acordo com a executiva, a nova fase da expansão internacional visa transformar a Bibi em uma marca global de desejo. “Nosso plano é ambicioso, temos todos os elementos necessários para chegarmos lá: produto de qualidade, muita inovação e um propósito claro de contribuir para o desenvolvimento feliz e natural da criança”, explicou. A expansão das lojas está apoiada no modelo de franquias. Dessa forma, tanto a unidade da Bolívia quanto a do Peru serão administradas por parceiros comerciais de longa data da marca que se tornaram franqueados. Ambas, no modelo standard, serão implantadas em shopping centers localizados em pontos estratégicos. Para a rede, a inauguração de lojas cria um relacionamento emocional com o consumidor e aumenta o valor percebido da marca, refletindo assim a melhora da percepção dos produtos também nos demais pontos de venda.

A marca de calçados espera fechar o ano com 130 lojas em operação, registrando um aumento no faturamento. “O intuito da marca é dar prosseguimento à atuação em outros países da América Latina, que contam com o clima e período de estações do ano semelhantes ao do Brasil para, em seguida, galgar espaços físicos nos Estados Unidos e na Europa”, concluiu Andrea.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui