Lucro ajustado da BR Malls cresce 12% no terceiro trimestre

0
779

O lucro líquido ajustado da administradora de shopping centers BR Malls cresceu 12% na comparação com os resultados de 2017, chegando a R$ 123,4 milhões. Entre os fatores para a alta está a redução das despesas com inadimplência de lojistas, cuja taxa líquida caiu para 0,8% no terceiro trimestre, depois de ter se mantido em 1,7% no segundo trimestre deste ano e no terceiro trimestre de 2017.

A geração de caixa da companhia, avaliada pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado fechou em R$ 222,9 milhões, um crescimento anual de 7,7%.

De acordo com a empresa, todos os segmentos apresentaram crescimento sequencial no trimestre, em especial as lojas âncora. No entanto, na análise anual, todos os segmentos sofreram queda. A BR Malls acredita que este resultado negativo acontece devido ao efeito de base comparativa, pois no ano passado, o governo federal liberou o FGTS, favorecendo as compras.

As vendas mesmas lojas dos shoppings da companhia cresceram 2,5% no terceiro trimestre de 2018, um crescimento menor que o do mesmo período do ano passado, quando houve um crescimento de 4,6%.

O valor médio do aluguel por metro quadrado no período de julho a setembro foi de 92 reais, uma alta de 4,5% na comparação com os mesmos meses de 2017. A taxa de ocupação passou de 95,2% para 96,3%.

O resultado financeiro da BR Malls no trimestre foi negativo em R$ 58,3 milhões. Em 2017, o valor foi também negativo, em R$ 70,4 milhões. A receita líquida caiu 3%, chegando a R$ 312,8 milhões. As despesas com vendas, gerais e administrativas caíram 31,3% na comparação anual, para R$ 51,8 milhões.

*Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui