Samsung inicia atendimento em LIBRAS por videoconferência

0
1265

A Samsung passa a disponibilizar o atendimento em LIBRAS para surdos e pessoas com deficiência auditiva no Samsung Care, programa de pós-venda que vai além de um suporte comum. A empresa contratou e treinou agentes fluentes na Linguagem Brasileira de Sinais para aumentar a acessibilidade de seu programa de assistência ao consumidor.

Para ter acesso ao atendimento em LIBRAS, a Samsung passa a disponibilizar um link na página oficial da Samsung Brasil, na área de suporte. O usuário que optar por este atendimento será direcionado para uma ferramenta de videoconferência, que permite que as pessoas surdas e com deficiência auditiva recebam assistência técnica e conheçam mais de seus produtos.  Um dos atendentes fluentes em LIBRAS estará a postos para atender prontamente o usuário, de segunda à sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 15h, não sendo necessário o agendamento prévio.

Atualmente, o atendimento está disponível para desktop e para mobile com sistema operacional Android com as seguintes especificações: Chrome 23+, FireFox 22+, Opera 11+, Android Browser, Chrome para Android, Firefox para Android e Samsung Internet. A partir do ano que vem, o suporte também será oferecido para iOS.

“O que importa para as pessoas inspira o dia a dia da Samsung. É por isso que a marca vai além de produtos e inova constantemente com ações e serviços que promovem a tecnologia como um agente para facilitar a vida do consumidor. Nesse sentido, acessibilidade tem um peso importante para a marca, que trabalha para que todos possam aproveitar o seu produto da melhor forma possível e também se sintam representados”, comenta Andréa Mello, Diretora de Marketing Corporativo da Samsung Brasil.

Recentemente, a Samsung implementou no site oficial da marca no Brasil a ferramenta “Hand Talk” de tradução para libras, para que pessoas surdas ou com deficiência auditiva tenham acesso a todos os conteúdos disponíveis na plataforma – isso porque, de acordo com dados do último Censo divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), o Brasil possui 10 milhões de deficientes auditivos e a maioria deles usa exclusivamente a linguagem de sinais para se comunicar, o que torna a iniciativa extremamente importante para esse público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui