Atacadistas focam nos pequenos comércios para enfrentar atacarejos

0
742

Os atacarejos vêm crescendo muito nos últimos anos. A fim de enfrentar esta concorrência, os atacados estão focando nos mercadinhos para agregar valor aos serviços de entrega logística e organização no sortimento de produtos. Para os pequenos varejos, as vantagens são a organização das gôndolas, a curadoria do mix e a possibilidade de profissionalizar seus negócios.

Emerson Luiz Destro, presidente da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (Abad), disse: “Quando a pessoa vai até o atacarejo, ela busca economia – mas também gasta tempo e combustível se deslocando até lá para pegar o produto na prateleira. Já quando o cliente vai até o atacado, existe um serviço logístico sendo executado por esse canal”.

O pequeno varejista está próximo do seu cliente e pode se ajustar às necessidades do público do local onde atua. Se ele tiver um bom mix de produtos, estoque e serviço que qualidade, não sofrerá tanto com a chegada de grandes redes. Além disso, esses pequenos negócios foram responsáveis pelo crescimento do atacado em 2018. João Alberto Pereira, vice-presidente do Dipalma Comércio, Distribuição e Logística, explicou: “O que nos ajudou muito em termos de desempenho foi a presença dos comerciantes de bairro – no sentido que eles vêm assumindo um papel importante na reposição dos lares e, consequentemente, crescem muito rápido”.

De acordo com dados da Abad, o atacado cresceu nominalmente 7% em outubro deste ano, na comparação com o mesmo período de 2017. No acumulado do ano, o aumento foi de 0,5%. %. “No atacado, o distribuidor tem que ter em mente sempre categorias rentáveis para o próprio negócio e também para seus clientes. Isso vai ficar cada vez mais definido na medida em que, tanto o atacarejo como os distribuidores, se especializarem em determinadas linhas de produto, como, por exemplo, cafés, bazar, biscoitos e massas”, comentou Pereira.

Ele acredita que o pequeno comerciante deve conhecer as categorias de maior destaque para o local onde atua, além de outras informações. Além disso, o varejista deve focar nas vendas e no atendimento ao cliente em sua loja e não tanto no local em que compra os produtos, pois a diferença de preço entre atacarejos e atacadistas é pequena.

*Imagem reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, adicione seu comentário!
Coloque seu usuário aqui