Mundo Verde planeja abrir 50 lojas e ampliar marca própria

1912
[tempo para leitura: 1 minuto]

A rede Mundo Verde deverá abrir 50 lojas em 2019. O plano também inclui a integração dos canais de venda. “Nosso foco será na expansão das lojas pelo Brasil e no comércio eletrônico. Vamos integrar as vendas do e-commerce com os pontos físicos e, com isso, o cliente poderá comprar online e buscar na loja, ou comprar online e receber em casa através dos franqueados”, afirmou Charles Martins, CEO da Mundo Verde. Atualmente a rede possui 400 franquias no país e 20 novas lojas foram abertas em 2018.

A rede possuí uma marca própria, com cerca de 200 produtos das linhas Mundo Verde Seleção e Elixir. Este ano a companhia aumentou o portfólio, incluindo panetones, cookies de tapioca e outros itens. “Os destaques foram as linhas de chás, de aveias sem glúten e de bebidas vegetais, além das pipocas feitas com milho livre de transgênicos”, disse Martins. Hoje, os produtos de marca própria representam 15% do faturamento total da empresa. De acordo com o CEO, o objetivo é chegar a 50% até 2020.

Como estratégia para entrar no universo virtual, a Mundo Verde comprou a plataforma de e-commerce de produtos naturais Natue. Este passo ajudou a rede a crescer 25% este ano. “Dentre as categorias mais vendidas neste ano, podemos destacar chás, snacks e alimentos sem glúten, sem leite ou sem adição de açúcar”, disse Martins.

Dois modelos de franquia são disponibilizados pela Mundo Verde, são eles: quiosque, com investimento mínimo de R$ 120 mil e loja, com área média de 45 m² e investimento de R$ 350 mil.

*Imagem reprodução

Deixe uma resposta