BR Distribuidora estuda possibilidade de abrir lojas próprias da BR Mania

1116
[tempo para leitura: 2 minutos]

A BR Distribuidora está analisando a possibilidade de abrir lojas próprias da bandeira de lojas de conveniência BR Mania. A companhia possui hoje 8 mil postos de combustíveis e 1,3 mil lojas franqueadas, o que representa 16% de penetração. A abertura de lojas próprias é uma das estratégias para ampliar esta participação para 35% em cinco anos.

Todas as lojas da BR Mania são franquias atualmente. O franqueado tem uma margem Ebitda com o negócio entre 12% e 15% e paga de 4% a 5% da margem como royalties.

A empresa utiliza uma brecha da legislação, que não permite que distribuidoras operem postos. “Essa é a regulação e entendemos que ela é adequada. Mas na conveniência não tem esse tipo de vedação. Hoje, também não operamos conveniência. Porém, identificamos que, sobretudo nessa análise estamos fazendo, poderíamos ter um modelo híbrido”, disse Marcelo Bragança, diretor da Rede de Postos e Varejo da empresa.

A companhia divulgou que está contratando um assessor financeiro para formatar a operação de conveniências, em um novo modelo de negócios que deve ser apresentado ainda este ano. A abertura de lojas próprias ainda está sendo analisada e deve ser levado ao Conselho no primeiro semestre de 2019.

“Seja o atual de franquia, seja como operação direta e própria da BR isoladamente, ou com algum parceiro. Entendemos que podemos acelerar essa expansão e até aumentar a geração de valor para a BR nesse negócio”, explicou.

Outro projeto da empresa é a exploração do Click and Collect, modelo em que o consumidor compra um produto com um varejista e retira em algum posto de coleta, como postos de combustíveis. O formato está em testes no Rio de Janeiro. “Ao mesmo tempo, eu atraio um consumidor, eu aumento a receita, além de capturar valor com a parceria com o varejista”, disse Bragança sobre o modelo.

*Imagem reprodução

Deixe uma resposta