Alimentação fora do lar cresce 3,5% em 2018, abaixo da previsão de 5%

1208
[tempo para leitura: 1 minuto]

De acordo com levantamento da Associação Nacional de Restaurantes, o setor de alimentação fora do lar cresceu 3,5% em 2018. Mesmo com o aumento, os números são bem menores do a que previsão da organização, que era de 5%. No entanto, o índice alcançado até o momento sinaliza sinais de melhora no segmento que, desde o ano de 2015, vinha regredindo.

A paralisação dos caminhoneiros é um dos principais fatores que afetaram o segmento de alimentação fora do lar. Durante a greve, diversos estabelecimentos sofreram com a falta de importantes produtos para a manutenção de suas atividades. Cristiano Melles, presidente da ANR, afirma que algumas empresas do setor chegaram a fechar as portas durante a paralisação, trazendo impacto para suas receitas.

Segundo Melles, a ANR prevê que o setor avance 5% em 2019, estimulado pela recuperação do cenário econômico e com a possível aprovação das reformas no Congresso, principalmente da previdência. Houve um grande crescimento dos setores de bares e restaurantes até o ano de 2014, quando teve início uma redução bastante relevante no segmento. Agora, o setor voltou a crescer, sobretudo em cidades grandes, onde a variedade de restaurantes é maior e atende aos mais diversos públicos.

*Imagem reprodução

Deixe uma resposta