E-commerce deve crescer 16% este ano, chegando a R$ 79,9 bilhões em vendas

749

O e-commerce deverá crescer 16% este ano, na comparação com o ano passado, chegando a um volume de vendas de R$ 79,9 bilhões. A estimativa é da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

O tíquete médio do varejo digital deverá ser R$ 301, com cerca de 265 milhões de pedidos realizados até o fim do ano. Já a quantidade de lojas virtuais deve chegar a 87 mil. De acordo com as projeções, as micro e pequenas empresas devem ampliar sua participação no faturamento, chegando a 29%. Os marketplaces também devem crescer, aumentando de 31% para 35% sua participação no faturamento do e-commerce.

Os dispositivos móveis continuarão sendo escolhidos pelo consumidor para fazer compras em e-commerces, mas sua participação no total de compras online não deverá crescer, mantendo-se estável. A ABComm projeta que cerca de 33% das vendas feitas no online sejam realizadas em smartphones e tablets.

O aumento da confiança do consumidor e dos empresários do varejo digital devem ser os fatores que contribuirão com o crescimento do segmento previsto para este ano. “Percebemos uma retomada expressiva das vendas online já no último trimestre do ano passado, especialmente durante a Black Friday e nas vendas de Natal”, afirmou Mauricio Salvador, presidente da ABComm. “Livre dos eventos observados em 2018, vemos com bons olhos o desempenho para este ano”, concluiu.

*Imagem reprodução

Deixe uma resposta