Vendas de voltas às aulas devem ajudar o varejo neste início de ano

776
[tempo para leitura: 2 minutos]

O varejo paulista começa o ano confiante e preparado para o período de volta às aulas de 2019.  A pesquisa de expectativa de vendas, realizada pela FCDLESP (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo), revela que as vendas para o início do ano podem crescer em média 4,5%. Ainda de acordo com os dados da pesquisa, os lojistas estão esperando um ticket médio que varia de R$ 100,00 a R$ 200,00.

“A projeção para o crescimento da economia este ano é positiva. Segundo informações do Banco Central, há uma previsão de 2,4% de aumento. Isso retrata um cenário otimista para os lojistas, principalmente neste período de volta às aulas, pois é gerado um número maior nas vendas para este setor”, afirmou Mauricio Stainoff, presidente da FCDLESP.

As vendas de volta às aulas começam a aquecer o mercado varejista. Deste modo, as informações coletadas, com base na análise de dados de algumas CDLs de São Paulo, mostram um ponta pé inicial para o crescimento da economia do país.

Em contrapartida, segundo Stainoff, o varejo deve atentar-se com o excesso de contas no começo do ano, como IPVA, IPTU e outras despesas, que devem ser levadas em consideração devido ao aperto orçamentário.

Além das compras em lojas físicas, o e-commerce pode ser considerado um aliado dos lojistas no ato do fechamento da compra, pelo fato de estar sempre ao alcance dos consumidores, ser uma ferramenta de fácil acesso, e oferecer comodidade nas formas de pagamento, como paypal, boleto bancário, transferência bancária e cartões de crédito e débito.

Os comerciantes avaliam que as melhores estratégias a serem adotadas para aumentar a venda de materiais escolares são: promoções relâmpagos, crediário e a utilização do marketing nas redes sociais.

Após alcançarem bons resultados na Black Friday e com as vendas de final de ano, a Região Metropolitana do estado prevê um aumento de 4,5% em seu desempenho, com um ticket no valor médio entre R$ 100,00 e R$200,00.

Com aumento modesto nas vendas, os lojistas do interior de São Paulo também estão considerando um mercado favorável para este ano. As CDLs de Itapuí (cidade localizada na região de Bauru) e Salto de Pirapora (na região de Sorocaba), afirmaram que, em 2018 houve um crescimento de 3% nas vendas e que este ano o crescimento pode chegar a 4,5%.

“As vendas de final de ano impactaram positivamente os lojistas da região, gerando uma expectativa assertiva para início do ano, já que é um período de grande movimentação de volta às aulas”, afirmou André Padovani, presidente da CDL Itapuí.

Mantendo estabilidade, a CDL da cidade de Cruzeiro, localizada no Vale do Paraíba, acredita na estabilização de 3% no aumento de vendas neste período. O ticket médio esperado pelas três cidades varia entre R$ 100,00 e R$ 200,00.

O varejo do litoral está bastante otimista com a volta às aulas. A CDL de Praia Grande acredita que as vendas aumentarão 10%, representando o dobro das expectativas em relação a outras regiões de São Paulo. O consumidor terá um ticket médio acima de R$ 300,00.

“Uma das opções que mais facilita o aumento das compras de materiais escolares é o parcelamento em até 10x, que leva o consumidor a não se preocupar com os pagamentos das demais contas, como IPTU e IPVA,” concluiu Antônio Luiz de Souza, presidente da CDL de Praia Grande.

Deixe uma resposta