Inflação do varejo paulistano fica abaixo do IPCA, com alta de 2,55%

97
[tempo para leitura: 2 minutos]

O Índice de Preços no Varejo (IPV) na região metropolitana de São Paulo ficou abaixo da inflação geral em 2018, de acordo com dados divulgados pela FecomércioSP. Os preços cresceram 2,55% no ano passado, quando comparado a 2017.  Em dezembro, houve uma queda de 0,12%.

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ficou em 3,75% em 2018 no Brasil. O percentual ficou 1,20 pontos acima da inflação para o varejo paulistano.

No entanto, os números ainda indicam que o aumento de preços do varejo paulista no ano passado ficou acima do de 2017, quando o aumento ficou em 1,99%. Em 2016, o crescimento foi muito maior, ficando em 6,34%.

A avaliação da variação de preços por renda aponta que a classe B foi a mais impactada pelo aumento de preços, crescendo 0,05%. A que menos sofreu com os preços foi a classe A, onde houve uma queda de 0,16%.

O IPV é avaliado por meio de oito segmentos, dos quais dois fecharam dezembro com queda no preço médio, na comparação com novembro. Os preços da categoria de Transporte decresceram 1,66%, influenciado pela queda dos preços da gasolina (-4,25%), óleo diesel (-3,88%) e etanol (-3,50%). Os preços do setor de Saúde e Cuidados Pessoais caíram 0, 67%.

Vários segmentos sofreram crescimento dos preços médios. A categoria de Alimentos e bebidas apresentou alta de 0,52%, em dezembro. Na análise de todo o ano de 2018, o grupo acumulou alta de 5,91%. Os itens que influenciaram esse crescimento dos preços foram: carnes (2,99%) e cereais, leguminosas e oleaginosas (3,23%). O preço do feijão-carioca aumentou 16,96%, fazendo o índice das oleaginosas crescer.

Outra categoria a apresentar preços mais altos em dezembro foi vestuário, que cresceu 0,85% no mês e 0,37% no ano. Habitação, artigos de residência, despesas pessoais e educação também tiveram os custos elevados, em 0,95%, 0,79%, 0,2% e 2,96%, respectivamente.

A pesquisa Custo de Vida por Classe Social (CVCS), realizada mensalmente FecomercioSP indicou que a inflação na região metropolitana de São Paulo, incluindo todos os segmentos foi maior que a variação do varejo, chegando a 3,34%, mas ainda se mantendo abaixo da inflação nacional. O maior influenciador desta alta foi o Índice de Preços de Serviços (IPS), que cresceu pelo quarto mês consecutivo em dezembro, com alta de 0,54%. Na análise anual, os serviços ficaram com preços 4,17% mais altos em 2018. Ainda assim, este crescimento é menor que o apresentado em 2017, quando a alta foi de 5,8%.

*Imagem reprodução

Deixe uma resposta